sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

Liga Bicéfala




 Nos últimos anos a palavra "troika" entrou de rompante no nosso vocabulário, para se tornar vocábulo do dia-a-dia. O país num incêndio de grandes proporções teve de pedir ajuda a três bombeiros estrangeiros, que desde então passaram a ditar as nossas leis. A liga portuguesa também entrou num processo de crise, e tal como o país, a sua liderança é partilhada. Em vez de estrangeiros temos nacionais, e desfaz-se a "troika"  para se entrar numa realidade bicéfala.

 Esta crise é uma crise de competitividade, que tem vindo a acentuar-se na mesma linha da triste realidade do nossa nação, a consequência é a divisão do nosso campeonato entre duas equipas mais fortes e o... resto. Mais que os pontos é gritante a diferença qualitativa entre F.C. Porto, Benfica, e os mais próximos candidatos. O S.C. Braga pratica bom futebol mas a sua irregularidade já o atrasou 15 pontos, o Sporting vive uma das piores épocas da história, e qualquer dos outros emblemas não tem capacidade financeira para sequer sonhar em chegar perto do título.

 É esta a paisagem propícia para lisboetas e nortenhos passearem tranquilamente na prova portuguesa, contudo os dois rivais de tranquilos não têm nada, jogando semana após semana em alta rotação, se o jogo corre mal há uma vitória curta, se as coisas engrenam há goleada. É esta a crónica semanal do nosso campeonato. Fruto da monopolização da massa adepta do pais (juntamente com o Sporting), presenças constantes na "Champions" e avultadas vendas de jogadores, o orçamento deste duo parece brincadeira comparado com as o das restantes equipas do campeonato. Como é possível coexistir na mesma prova um F.C. Porto com 95 milhões de euros orçados e um Beira-Mar ou V. Setúbal que nem chegam aos 2 milhões de euros, estamos a falar de um diferença de cerca de 50 vezes o orçamentos destes clubes que lutam pela manutenção!

 Para um amante do desporto rei (que ligue a futebol e não a clubismos) esta liga só tem interesse nos clássicos, tudo o resto parece-se bastante com as comédias românticas hollywoodianas em que vemos o início e já sabemos o final. Craques como Salvio, James, Moutinho ou Gaitán são demasiada areia para a camioneta competitiva desta liga, e apenas na Europa têm competição digna da sua qualidade. Obviamente que há lado bom da moeda, pois não basta apenas tirar o mérito aos outros, encarnados e azuis têm das melhores equipas das últimas décadas do respetivos clubes e isso vê-se nas competições europeias, com resultados e exibições de categoria na primeira divisão do futebol mundial.

 Esta "espanholização" da principal prova portuguesa é muito perigosa, a longo prazo pode resultar numa assimetria ainda maior entre os 1% e os outros 99%. No nosso vizinhos os problema são minimizados, uma vez que Real Madrid e Barcelona, por maior que seja a diferença para os restantes, são dois dos clubes mais importantes da história do futebol mundial, e uma parada total de estrelas, por isso La Liga jamais perderá grande importância. 

 De entre uma série de medidas, a centralização dos direitos televisivos iria ser um motor de redistribuição financeira bastante útil para o re-equilíbrio da prova

3 comentários:

irredutível marítimo disse...

Há anos que se vem acentuando e monopolizando adeptos para três clubes. Os resultados estão á vista e não está ninguém interessado em corrigi-los, em aumentar a competitividade, em dar um tratamento mais justo a todas as equipas, trabalhando medidas concretas para que o fosso entre 2/3 equipas e as restantes seja menor.
A centralização dos direitos televisivos, uma distribuição mais "honesta" das receitas, seria sem dúvida um excelente começo.

Anónimo disse...

[url=http://www.realcazinoz.com]casino[/url], also known as effective casinos or Internet casinos, are online versions of run-of-the-mill ("chunk and mortar") casinos. Online casinos franchise gamblers to disport oneself and wager on casino games with the succour the Internet.
Online casinos superficially forth odds and payback percentages that are comparable to land-based casinos. Some online casinos contend higher payback percentages fitting area automobile games, and some break the news respecting payout proportion audits on their websites. Assuming that the online casino is using an aptly programmed indefinitely consolidate up generator, matter games like blackjack constraint an established congress edge. The payout divide up after these games are established to the nucleus the rules of the game.
Differing online casinos sublease or capture their software from companies like Microgaming, Realtime Gaming, Playtech, Prevailing Orchestrate Technology and CryptoLogic Inc.

Anónimo disse...

Thanks for every other informative site. Where else could
I am getting that kind of info written in such a perfect
way? I've a project that I am just now running on, and I've been on the glance out for such information.


Look at my website: new online casinos