domingo, 31 de outubro de 2010

Álvaro Magalhães sagra-se campeão em Angola

Aos 49 anos, Álvaro Magalhães conquistou o primeiro título enquanto treinador principal da sua carreira, ao conduzir o Inter de Luanda ao título de campeão de Angola. Na última jornada do Girabola, realizada hoje, a equipa do técnico português precisava apenas de garantir um empate e fê-lo, ante o Santos. Os adversários até marcaram primeiro, mas o golo de Pedro Henriques deu ao Inter de Luanda o segundo título da sua história. 

No final do jogo, em declarações à imprensa e visivelmente emocionado, o ex-adjunto do Benfica fez questão de dedicar o triunfo ao seu  falecido irmão «Quando o fui ver há quatro meses a Coimbra, prometi-lhe que seria campeão de Angola. Ele já não estava bem, estava às portas da morte, e infelizmente não continuou a viver para sentir comigo este momento», disse com a cara em lágrimas.

Depois de ter sido o braço direito de Trapattoni na conquista do campeonato português por parte do Benfica, em 2005, Álvaro Magalhães conquista assim a primeira grande competição da sua carreira enquanto técnica principal.

Taça de Portugal: Favoritos confirmam "Estatuto"!

Realizaram-se este Sábado os jogos da 2ª eliminatória da Taça de Portugal, numa jornada onde todos os favoritos confirmaram o estatuto e seguiram em frente.

Nos jogos que opuseram equipas da primeira divisão, o principal destaque vai para o jogo Fundação Jorge Antunes vs Freixieiro, com o conjunto de Matosinhos a ser derrotado nas grandes penalidades, depois de se ter registado um empate a 4 bolas no final do prolongamento.

Por sua vez, o Mogadouro mantém-se longe do caminho das vitórias, tendo sido derrotado, em casa, pelo Alpendorada por 4-2.

Benfica e Sporting golearam, respectivamente, por 7-1 e 9-2 os Torpedos e o Ericeira e Benfica. Sendo que o Belenenses apenas venceu o Portela por 4-3.

Eis os resultados desta segunda ronda:

Zona Norte
Piratas de Creixomil, 2-Boticas, 5
Macedense, 2-Modicus-Sandim, 4
Esc. Prof. Braga, 6-FC Foz, 5
ABC Nelas, 1-Rio Ave, 5
Monte Pedras, 2-CRECOR, 3
Fundação Jorge Antunes, 4-Freixieiro, 4 (9-8, após gp)
Póvoa Futsal, 6-Lameirinhas, 2
COHAEMATO, 2-Académica, 4 (2-4, após gp)
Futsal Azeméis, 6-Covão Lobo, 2
Paredes, 2-SC Braga, 5
Mogadouro, 2-Alpendorada, 4

Zona Sul
Torpedos, 1-Benfica, 7
Fabril, 1-São João, 5
Vinhais, 5-Quinta dos Lombos, 1
Albufeira, 0-AMSAC, 2
Externato da Benedita, 4-Loures, 6
Amarense, 1-Operário, 1 (5-6, após gp)
Instituto D. João V, 6-Vitória Olivais, 1
Eléctrico, 1-SL Olivais, 5
Ereira e Benfica, 2-Sporting, 9
Vilaverdense1, -Sassoeiros, 6
Portela, 3-Belenenses, 4
Inter Vivos, 7-Sapalense, 5
Ladoeiro, 4-Nacional, 6
Dramático de Cascais, 1-Leões de Porto Salvo, 3

Amanhã
Viseu Futsal-Fundão 16 horas
Ossela-Boavista 17 horas
FARLAB-Junqueira 17 horas


sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Taça de Portugal: breve antevisão!

A Taça de Portugal de Futsal está de regresso este fim de semana!

Com vista a superar esta eliminatória, o treinador leonino, Orlando Duarte, convocou para o encontro frente ao Ericeira e Benfica 13 atletas: João Benedito, Cristiano, Gonçalo, Pedro Cary, Caio Japa, Marcelo Silva, Jorge Fernandes, Divanei, João Matos, André Justino, Alex, Leitão e Cardinal.

A principal novidade nesta lista de convocados, é a ausência de Paulo Martins, internacional português que esteve presente no 6º Grand Prix, que decorreu no Brasil. Para além deste jogador, Mário Freitas também continua "fora das contas" de Orlando Duarte.

O jogo entre Ericeira e Benfica e Sporting disputa-se este Sábado, pelas 18h30m, no Pavilhão Escola S. Gonçalo, em Torres Vedras.

Já o Benfica terá pela frente o Torpedos, clube que milita na 2ª divisão.

Arnaldo, ala do Benfica e internacional luso, acredita que o Benfica tem possibilidades de eliminar o seu adversário, carimbando o passaporte para a 3ª eliminatória da Taça de Portugal: «Esperamos ganhar. Queremos seguir em frente na Taça de Portugal, embora saibamos que vai ser um jogo difícil num campo pequeno. Temos que ter confiança em nós e no que o treinador nos tem passado durante a semana».

Este encontro realiza-se amanhã, dia 30 de Outubro, pelas 16 horas, no Pavilhão do Bairro da Boavista

Por sua vez, importa referir que o Belenenses irá defrontar, amanhã, o Portela.

Finalmente, e olhando para um plano mais discreto do nosso Futsal, a equipa de Mondim de Basto, militante na 3ª divisão, comunicou hoje à Federação Portuguesa de Futebol a sua desistência de todas as provas.

Perante este acontecimento lamentável, o encontro da 2ª eliminatória da Taça de Portugal entre o Mondim e o Chaves Futsal, marcado para amanhã, não se irá realizar, seguindo os transmontanos directamente para a eliminatória seguinte.

Edição de Novembro já nas bancas!!!



Ainda se lembra...de Bodo Illgner

A fechar a semana desportiva recordamos um guardião, que apesar de ter feito a sua carreira em apenas dois emblemas, viu o seu mérito reconhecido através dos vários títulos que conquistou a nível de clubes como a pela selecção.


O início em Colónia

Bodo Illgner nasceu a 7 de Abril de 1967, em Koblenz, Alemanha. A sua carreira começou com meros seis anos de idade nas camadas jovens do Hardtberg, clube onde ficou até aos dezasseis anos, altura em que se transferiu para aquele que viria a ser o seu primeiro emblema e onde faria a maior parte do seu percurso, enquanto guarda-redes, o Colónia. A estreia aconteceu a 22 de Fevereiro de 1986, numa partida frente ao Bayern de Munique, quando com somente 18 anos, entrou para o lugar do mítico e polémico Harald Schumacher, que tinha acabado de cometer uma grande penalidade e sido expulso. Illgner não defendeu o castigo máximo convertido por Lothar Mathaus e o jogo terminou 3-1, para os da Baviera. Em 1988 já com a titularidade assegurada o jovem alemão foi um dos elementos preponderantes para a obtenção do segundo lugar do Colónia na Bundesliga. Aliás essa seria a classificação habitual da equipa, nunca conseguindo almejar o título, perdendo uma final da Taça da Alemanha em 91, frente ao Werder Bremen por 4-3 nas grandes penalidades. As restantes épocas consolidaram Illgner como um dos melhores guarda-redes germânicos de sempre e tal facto começou a despertar a cobiça dos colossos europeus.


Os títulos e o fim em Madrid

Foi então que em 1996 e já com o campeonato em curso, chegou a Bodo Illgner uma proposta do Real Madrid, mais propriamente do técnico Fábio Capello, que foi desde logo aceite. Era chegado o momento do guarda-redes cimentar o seu estatuto com troféus, e eles apareceram logo na primeira temporada madrilista. A conquista do campeonato espanhol de 1997, foi o início de uma caminhada de sucesso, que seguiria o seu curso no ano seguinte, apesar de uma fase menos boa em que chegou a perder a titularidade da baliza, para Cañizares, Illgner voltaria a tempo de ajudar o Real a vencer a Liga dos Campeões, bem como o Mundial de Clubes. A época de 99 estava pronta a ter o seu início e Illgner mantinha-se de pedra e cal nas redes blancas, de tal forma que renovaria o seu vínculo por mais três anos, só que o fim do ano seria fatal para o guarda-redes. Uma lesão no ombro afastava o alemão das balizas por três meses e qual ironia do destino, para o seu lugar entrava um niño de 18 anos, de seu nome Iker Casillas. Apesar da recuperação total, Bodo Illgner nunca mais voltaria a roubar a titularidade ao jovem espanhol, quando a temporada de 2000 chegou ao fim o guardião alemão tinha feito apenas cinco jogos pelo Real Madrid e não foi por isso de estranhar, que aos 34 anos e no final de 2001, Bodo Illgner tivesse colocado um ponto final na sua carreira.


Veja algumas imagens da carreira de Bodo Illgner




A Maanschaft

Bodo Illgner estreou-se pela selecção germânica, quando ainda se encontrava ao serviço do Colónia, o jogo foi contra a Dinamarca a 22 de Setembro de 1987, era então seleccionador Franz Beckenbauer, a Alemanha ganhou por 1-0 e a boa exibição valeu-lhe a presença no Europeu de 88, o abandono dos relvados de Einke Immel, permitiu a Illgner ganhar de vez a titularidade com 22 anos. O seu grande momento aconteceu com a vitória no Itália 90, na final a Alemanha vencia por 1-0 a Argentina, que havia batido os germânicos em 86 no México por 3-2. Um golo de Andreas Brehme na marcação de uma grande penalidade já nos minutos finais selou o triunfo da Alemanha e premiou Illgner como o primeiro guarda-redes a não sofrer golos numa final de um Mundial. Porém o guardião havia brilhado também nas meias finais contra a Inglaterra, ao defender o penalti de Stuart Pearce na "lotaria" dos onze metros, vencendo por 4-3. O Europeu de 92 apareceu logo a seguir e a Alemanha voltaria a chegar à final, só que desta vez seria surpreendida por uma repescada Dinamarca, que surpreendeu tudo e todos derrotando os germânicos por 2-0. A última partida de Bodo Illgner ao serviço da selecção nacional, aconteceria nos quartos de final do Mundial de 94 nos Estados Unidos, quando a Alemanha foi derrotada por 2-1, pela Bulgária depois de ter estado a vencer por 0-1.


Palmarés

No total Bodo Illgner disputou 417 jogos divididos entre Colónia e Real Madrid, sendo chamado por 54 vezes à selecção nacional. Conquistou dois campeonatos de Espanha, duas Ligas dos Campeões e um Mundial de clubes, tendo a nível individual sido eleito entre as temporadas de 89 e 92, o melhor guarda-redes a jogar na Alemanha e em 91 o guardião europeu do ano.

Ronaldo gostava de terminar carreira no Sporting

Em entrevista à SIC, Cristiano Ronaldo admitiu que gostava de terminar a carreira no clube que o viu nascer. Em tom de brincadeira, o craque português referiu que «quando for uma 'carcaça' gostaria de voltar ao Sporting». O jogador do Real Madrid teceu ainda fortes elogios a José Mourinho e Paulo Bento, e afirmou que Fábio Coentrão tem todas as condições para jogar na equipa 'merengue'.

Hulk continua de fora do 'escrete'

A magnífica época que Hulk está a protagonizar ainda não convenceu Mano Menezes. O seleccionador do Brasil voltou a não convocar a estrela do FC Porto, ao contrário de David Luiz, que mantém a confiança do técnico brasileiro. Entre os convocados para o amigável frente à Argentina, o grande destaque vai para Ronaldinho Gaúcho, que regressa ao 'escrete' 19 meses depois da última chamada.

Confira os 23 convocados:

Guarda-redes: Victor (Grémio), Jeferson (Botafogo) e Neto (Atlético Paranaense)

Defesas: Daniel Alves (Barcelona), Rafael (Manchester United), Thiago Silva (Milan), David Luiz (Benfica), Alex (Chelsea), Réver (Atlético Mineiro), Adriano (Barcelona) e André Santos (Fenerbahce)

Médios: Lucas (Liverpool), Ramires (Chelsea), Sandro (Tottenham), Jucilei (Corinthians), Douglas (Grémio), Philippe Coutinho (Inter), Ronaldinho Gaúcho (Milan) e Elias (Corinthians)

Avançados: Robinho (Milan), Alexandre Pato (Milan), André (Dínamo Kiev) e Neymar (Santos)

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Aimar dá os parabéns ao ídolo Maradona

Pablo Aimar, novo embaixador da Puma, gravou um anúncio publicitário em que dá os parabéns ao seu ídolo de sempre, Diego Armando Maradona, que celebra 50 anos no próximo sábado.


Árbitros fazem greve na jornada do Porto vs Benfica

Os árbitros portugueses vão fazer greve no fim-de-semana de 5 a 8 de Novembro, que coincide com a 10ª jornada da Liga Zon Sagres, cujo prato forte é o Porto vs Benfica. Os juízes internacionais mostraram-se solidários com a Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol (APAF), numa reunião realizada ontem à noite, e Duarte Gomes, em declarações à SIC Notícias, alerta mesmo para a inexistência de árbitros em Janeiro: «Quando tomamos uma medida desta natureza, todas as outras negociações terão sido esgotadas. Se até Janeiro isto não ficar resolvido, 80 por cento do árbitros irá abandonar as suas carreiras. A causa nem é directamente nossa, mas não haverá árbitros disponíveis nessa altura para qualquer modalidade».

Os árbitros manifestam-se contra a lei que os obriga a pagar 183 euros de Segurança Social (quando a maior parte recebe menos de 200 euros) mais a retenção na fonte de 20% do que ganham na arbitragem.

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Arsenal segue em frente na Taça da Liga

O Arsenal foi esta noite a St. James Park golear o Newcastle por 0-4, e deste modo segue para a próxima eliminatória da Taça da Liga Inglesa. Com muitos dos habituais titulares de fora, os gunners chegaram ao golo inaugural no minuto de compensação da primeira parte, num auto golo do guardião Krul, que viu a bola bater-lhe nas costas num cabeceamento de um defesa da sua equipa para evitar que o esférico fosse para dentro da baliza. Melhor do que marcar em cima do intervalo, só mesmo fazer novo golo no regresso dos balneários, Walcott rematou para o fundo das redes dos magpies. Os dois últimos tentos surgiriam já dentro dos dez minutos finais, o terceiro golo foi apontado por Bendtner, num excelente remate colocado no ângulo superior da baliza, o quarto golo seria de novo da autoria de Walcott, que desta vez apareceu isolado na cara de Krul limitando-se a escolher o lado para onde rematar. O Newcastle depois de ter eliminado o Chelsea na ronda anterior não foi capaz de repetir novo feito, já a formação de Arsene Wenger, dá-se bem a jogar fora de casa, depois de ter aplicado também chapa 4 ao rival Tottenham.

Atlético de Madrid quer Lisandro para render Fórlan

A «seca de golos» que Diego Fórlan atravessa parece estar a preocupar o Atlético de Madrid e, avança o sítio italiano TuttoMercato, a sua venda está a ser equacionada pelo clube espanhol. O avançado uruguaio até começou bem a época, apontando três golos nas primeiras duas jornadas do campeonato espanhol, mas ficou-se por aí e já está há nove jogos sem marcar.

Já com 31 anos, Fórlan parece estar a caminho da inevitável fase descendente da sua carreira, levando os responsáveis «colchoneros» a considerarem ser a última hipótese de encaixarem uma verba significativa com a venda do jogador. Rafa Benítez é um confesso admirador das qualidades do melhor jogador do último Campeonato do Mundo, sendo que o Inter tentou, inclusive, contratar o avançado no último defeso.

A equipa treinada por Quique Flores pretende utilizar a eventual verba encaixada com Fórlan para avançar para a contratação do ex-portista Lisandro López. A fonte italiana afirma que o goleador é o alvo preferencial dos «colchoneros», que pretendem formar um duo argentino de qualidade, juntando Lisandro a Aguero.

Apesar do interesse, o Lyon dificilmente abrirá mão de 'Licha', uma vez que é um dos jogadores mais acarinhados no clube francês. Além disso, o atacante celeste custou cerca de 24 milhões de euros aos cofres do clube em 2009.

Curiosamente, Lisandro López já sabe o que é marcar no Vicente Calderon. Em 2008, então ao serviço do FC Porto, o argentino bisou em jogo dos oitavos-de-final da Liga dos Campeões, num encontro que terminou empatado a duas bolas. Na altura, para o Atlético marcaram Maxi Rodriguez... e Fórlan.

A Opinião do Leitor conta: Conseguirá Fórlan voltar a jogar ao nível exibido na época passada? A troca do Lyon pelo Atlético seria benéfica para Lisandro?

Falcao é o 4º maior goleador de 2010

São dados meramente estatísticos e aos quais não será atribuída nenhuma distinção, mas que ilustram a competência que Falcao e a sua veia goleadora têm exibido nos últimos 10 meses no futebol europeu. O atacante colombiano soma 33 golos em 41 partidas efectuadas no ano 2010, sendo o quatro jogador mais concretizador do futebol europeu.

Melhor que 'El Tigre', só o Lionel Messi (44G/50J), Luís Suarez (38G/44J) e... Cristiano Ronaldo (34G/44J). Aliás, à partida para a última jornada realizada nos respectivos campeonato, Falcao levava um golo de vantagem sobre o craque do Real Madrid, mas o «poker» do português, apontado ao Racing, valeu-lhe a ascenção ao pódio.

Em solo português, o único a aproximar-se de Radamel Falcao é o goleador do Benfica, Óscar Cardozo. O paraguaio facturou por 23 vezes em 2010, números ainda distantes do goleador portista. Apesar da larga vantagem de Falcao, o melhor marcador da última edição do campeonato português acabou por ser 'Tacuara', fruto de ter facturado mais vezes que Falcao até Dezembro de 2009.

A Opinião do Leitor conta: Será que Falcao conseguirá ultrapassar a concorrência e tornar-se o melhor marcador do ano 2010? Será Messi? Ronaldo conseguirá ultrapassar o astro argentino?

Cardozo falha Dragão

O Benfica vai defrontar o FC Porto sem o seu 'matador'. A recuperação de Oscar Cardozo está mais demorada do que o previsto (um mês), e o avançado vai estar parado pelo menos mais três semanas, falhando assim a deslocação ao Dragão. Cardozo lesionou-se no joelho esquerdo no jogo da 'Champions' diante do Schalke 04 em Gelsenkichen, deixando as 'águias' orfãs do seu melhor marcador. Alan Kardec tem sido o substituto natural de 'Tacuara', embora a sua produtividade esteja aquém do rendimento do paraguaio.

terça-feira, 26 de outubro de 2010

Morreu o polvo adivinho

Morreu o famoso polvo Paul, o habitante mais famoso do aquário 'The Oberhausen Sea Life', na Alemanha. Paul ficou célebre por ter acertado em todos os prognósticos que fez durante o Mundial 2010, inclusivamente a vitória da Espanha sobre a Holanda na final. O molusco tinha pouco mais de dois anos e meio e, segundo a direcção do aquário, «morreu de forma suave durante a noite, de causas naturais».

Felipe entre Fla e Flu

Felipe, guardião do Braga, está na mira dos arqui-rivais Flamengo e Fluminense. A imprensa brasileira adianta que ambos os clubes já sondaram o ex-Corinthians, com a intenção de o contratar já em Dezembro. O guarda-redes brasileiro tem no seu contrato uma cláusula que permite a sua saída no final de 2010, mas o empresário do jogador tem negado qualquer abordagem de clubes brasileiros.

Diego Castro interessa ao Benfica

O avançado Diego Castro, do Sp. Gijón, poderá reforçar o Benfica em Janeiro, de acordo com a Cadena Ser. O jogador de 28 anos, que já esteve nas cogitações de Porto e Sporting, também está referenciado pelo Valência. Na sua 5ª temporada ao serviço dos 'Rojiblancos', regista três golos na 'La Liga'.

CR7 e Mourinho nos nomeados da FIFA

A FIFA, em parceria com a conceituada revista francesa France Football, divulgou hoje a lista de nomeados para a Bola de Ouro e para o Treinador do Ano 2010. Sem surpresas, Cristiano Ronaldo figura entre os 23 nomeados para o galardão de ouro, enquanto que José Mourinho é um forte candidato a vencer a primeira edição do Técnico do Ano FIFA.

Antes de serem conhecidos os vencedores, a FIFA e a FF divulgarão a lista de três finalistas em cada categoria, numa cerimónia a ser realizada em Paris, dia 6 de Dezembro. Além dos prémios masculinos, serão também divulgadas as vencedoras na categoria feminina.

Os vencedores serão conhecidos dia 10 de Janeiro, em Zurique, numa cerimónia onde também serão atribuídos os prémios Selecção Mundial FIFA/FIFPro e o vencedor do Prémio Puskás da FIFA, que irá premiar o autor do melhor golo do ano.

Recorde-se que Cristiano Ronaldo já venceu a Bola de Ouro em 2008, sendo que este ano vai enfrentar a feroz concorrência de Robben, Messi, Iniesta, Xavi, Fórlan e Sneijder, numa lista onde Diego Milito acabou por ficar de fora. Já José Mourinho terá que ultrapassar del Bosque, Guardiola e Van Gaal se quiser se o primeiro vencedor do Técnico do Ano 2010.

Jogadores nomeados:
Xabi Alonso (Real Madrid/ESP), Daniel Alves (Barcelona/BRA), Iker Casillas (Real Madrid/ESP), Cristiano Ronaldo (Real Madrid/POR), Didier Drogba (Chelsea/CM), Samuel Etoo (Inter Milão/CAM), Cesc Fabregas (Arsenal/ESP), Diego Forlan (Atletico Madrid/URU), Asamoah Gyan (Rennes/Sunderland/GAN), Andres Iniesta (Barcelona/ESP), Julio Cesar (Inter Milão/BRA), Miroslav Klose (Bayern/ALE), Philipp Lahm (Bayern/ALE), Maicon (Inter Milão/BRA), Lionel Messi (Barcelona/ARG), Thomas Müller (Bayern/ALE), Mesut Özil (Werder Bremen/Real Madrid/ALE), Carles Puyol (Barcelona/ESP), Arjen Robben (Bayern/HOL), Bastian Schweinsteiger (Bayern/ALE), Wesley Sneijder (Inter Milão/HOL), David Villa (Valência/Barcelona/ESP), Xavi (Barcelona/ESP).

Treinadores nomeados:
Carlo Ancelotti (Chelsea/ITA), Vicente del Bosque (Espanha/ESP), Alex Ferguson (Manchester United/ESC), Pep Guardiola (Barcelona/ESP), Joachim Löw (Alemanha/ALE), José Mourinho (Inter Milão/Real Madrid/POR), Oscar Tabarez (Uruguai/URU), Louis van Gaal (Bayern/HOL), Bert van Marwijk (Holanda/HOL), Arsène Wenger (Arsenal/FRA). 

E o leitor, quem acha que vão ser os grandes vencedores de 2010?

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Dragão fecha jornada com goleada

O FC Porto encerrou esta noite a nona jornada do Campeonato Nacional, ao golear a U.Leiria por 5-1. Aos oito minutos o poste negou o golo a Falcao, mas ainda antes dos vinte minutos os dragões haveriam de marcar por duas vezes. Primeiro Ruben Micael, isolou Hulk e este com um excelente chapéu a Gottardi inaugurou o placar. Logo a seguir foi a vez do brasileiro deixar Falcao no um para um com o defesa leiriense e o colombiano nada egoísta esperou por Hulk, para este bisar no encontro. O Leiria que não fez um remate em toda a primeira parte, sofreu novo golo a sete minutos do intervalo, livre batido rapidamente por João Moutinho a dar para Varela e este a "bailar" na área leiriense e rematar cruzado para o fundo das redes. O regresso dos balneários trouxe novo golo azul e branco, centro de Álvaro Pereira e Falcao a voar para o 4-0. Pedro Caixinha fez entrar Carlão e o avançado reduziu para os visitantes na transformação de uma grande penalidade. Só que o golo do Leiria voltou a acordar o FC Porto e Falcao a um quarto de hora do final, num remate de fora da área atirou a contar fazendo o 5-1 final. A equipa de André Vilas Boas volta a ter sete pontos de avanço do Benfica, os dragões já não sabem o que é perder em casa há dois anos.

Coentrão a caminho de Inglaterra?

O Liverpool é o mais recente clube a ter interesse em Fábio Coentrão! De acordo com a imprensa inglesa, a equipa que tem como capitão Steven Gerrard poderá avançar para a contratação do caxineiro na reabertura do mercado de transferências em Janeiro. Este clube inglês foi adquirido recentemente pela empresa norte-americana New England Sport Ventures e será legítimo afirmar que terá dinheiro para investir no reforço do plantel, sendo que os 30 milhões de euros da cláusula de rescisão do lateral-esquerdo não irão constituir entrave para os novos proprietários do clube inglês!

Ainda se lembra...de Dejan Savicevic

No começo de uma nova semana trazemos em memória, um dos jogadores que marcou o futebol sérvio não apenas nos últimos anos, como em toda a sua história e que criou momentos que jamais serão esquecidos.


Uma estrela em ascensão

Dejan Savicevic nasceu a 15 de Setembro de 1966, Titograd, Montenegro na antiga Jugoslávia e desde cedo mostrou ter uma grande afinidade para a arte do futebol. Aos 15 anos começou a jogar na equipa da sua terra natal, mudando-se depois para o Buducnost da Primeira Liga e por lá jogou seis temporadas, marcando 35 golos em 131 jogos. Ora esses números levaram a que, com 21 anos Savicevic se transferi-se para um dos mais poderosos clubes do país, o Estrela Vermelha, decorria o ano de 1988. A primeira temporada não correu da melhor forma, já que foi obrigado a cumprir o serviço militar, tendo apenas ordem para jogar nos jogos das competições europeias ou da selecção nacional. Savicevic fez a sua primeira apiração pela equipa de Belgrado em Setembro, na partida inaugural da Liga dos Campeões, frente ao Dundalk da Irlanda e a estreia não podia ter sido melhor, vitória por 3-0, com o avançado a marcar um dos golos. Viriam depois os jogos a eliminar e Savicevic apareceu para defrontar o AC Milan, após uma igualdade a um nos dois jogos, a partida foi resolvida na Jugoslávia na marcação de grandes penalidade, com os italianos a levarem a melhor por 4-2, com Savicevic a falhar um dos castigos máximos. Porém as temporadas seguintes seriam de consagração para Dejan, que ajudaria o Estrela Vermelha a vencer três campeonatos consecutivos, 89/90, 90/91 e 91/92, além de duas Taças Jugoslavas e uma Liga dos Campeões.



Entre a luz e o ofuscar de Itália

Consagrado na Jugoslávia, chegava a hora de Savicevic mudar de ares e rumar até Itália, para aqueles que viriam ser mais anos de conquistas e glória. Em 1992, o AC Milan pagou ao Estrela Vermelha 9,4 milhões de euros pelo passe do jugoslavo, para o juntar a um plantel, que também via chegar Jean-Pierre Papin, Zvonimir Boban, Gianluigi Lentini e Stefano Eranio. A estreia na Seríe A, aconteceu a 13 de Setembro, dois dias antes de fazer 26 anos, com Fábio Capello ao comando, o Milan renovaria o título de campeão, mas com Savicevic a passar em segundo plano jogando apenas dez e jogos e apontando quatro golos. Dejan não se conseguia impôr na equipa rossoneri, já que naquela época imperava a lei da UEFA de só poderem actuar três estrangeiros no onze inicial e com Van Basten, Gullit, Rijkaard, Papin, Boban, o médio ofensivo via o seu espaço reduzido. A relação entre Capello e Savicevic não era das melhores e o ponto de ruptura aconteceu, quando o jogador ficou fora dos convocados para a final da Liga dos Campeões de 1993, frente ao Marselha, em Munique. Mas eis que a na época seguinte as coisas mudariam a favor de Savicevic, já que Van Basten, Rijkaard e Gullit abandonavam San Siro, deixando o trio de estrangeiros entregue a Boban, Papin e Savicevic. Embora não fosse ainda um titular indiscutível e mesmo sem marcar qualquer golo nos vinte encontros em que participou na Serie A, a grande visão de jogo e técnica do médio criativo, levaram o Milan ao scudetto e a mais uma conquista da Liga dos Campeões, coroando a sua exibição com um chapéu fantástico a Zubizarreta na vitória por 4-0 frente ao Barcelona de Johan Cruijff. Ainda assim a sua relação com Capello permanecia inalterável, valendo a Savicevic um excelente entendimento que tinha com o presidente Sílvio Berlusconi, que o apelidaria de Il Genio. A temporada de 94/95, deixou o AC Milan a meio da tabela no campeonato, mas a nível europeu a equipa chegaria pelo terceiro ano consecutivo à final da Liga dos Campeões, antes nas meias finais Savicevic marcou dois dos três golos, com que o clube eliminou o Paris Saint-Germain, mas falharia a final por lesão, embora o médio tivesse insistido que estava em condições de jogar. No jogo decisivo o Milan acabaria por cair ao pés do Ajax e de um golo de Patrick Kluivert a cinco minutos do fim. Dejan Savicevic abandonaria Itália em 1998, levando consigo 144 jogos e 34 golos, mais sete títulos, entre os quais três campeonatos, uma Liga dos Campeões e uma Supertaça Europeia. Apesar de toda a sua técnica, visão de jogo e dedicação ao clube, a imprensa transalpina acusou sempre o médio de nunca se esforçar em encontros contra equipas mais fracas e de querer apenas sobressair nos grandes encontros.




Fins de carreira

Dejan Savicevic teria uma nova passagem muito rápida pelo Estrela Vermelha em 1999, jogando somente três jogos, mudando-se logo a seguir para Viena onde actuaria ao serviço do Rapid por duas épocas, não tendo conquistado qualquer título, marcando 25 golos nos 44 jogos disputados e foi em Maio 2001, que decidiu pendurar as botas para seguir carreira como treinador. O seu primeiro cargo foi nada mais nada menos, do que comandar a selecção da já Sérvia e Montenegro, nas poucas esperanças de ainda estar presente no Mundial de 2002. A selecção precisava de vencer na Rússia para ainda lutar pelo segundo lugar no grupo, mas o empate 1-1 comprometia ainda mais o apuramento. Seguiram-se depois três triunfos, até ao jogo decisivo frente à Eslovénia, o triunfo era imperial, mas mesmo a jogar em casa os sérvios não foram além de nova igualdade a um golo, ficando assim fora do Campeonato do Mundo. Savicevic colocou então o lugar à disposição o que não foi aceite pelos membros da Federação, que o convenceram a liderar a selecção rumo ao Euro 2004. Só que após uma derrota embaraçosa por 1-2 frente ao Azerbeijão, o ex-futebolista acabaria mesmo por abandonar o cargo, com um registo de quatro vitórias, onze derrotas e dois empates.




As melhores jogadas, os golos e fintas de Savicevic






Ao serviço da selecção

Savicevic fez a sua estreia pela antiga Jugoslávia a 26 de Outubro de 1986, quando ainda jogava no Buducnost, num jogo do apuramento para o Euro 88 frente à Turquia, marcando o quarto golo na vitória por 4-0. No entanto o técnico Ivica Osim, com que teve uma relação conturbada não o convocaria para o importante jogo diante da Inglaterra, que acabaria com o triunfo inglês por 2-0. O jogador teria de esperar um ano para voltar a ser chamado à selecção, num jogo frente à Irlanda do Norte, com vitória jugoslava por 3-0. Tudo isto deixava para Belgrado novo encontro marcado frente aos ingleses, para decidirem qual deles estaria presente no europeu. Savicevic voltou a não ser chamado e a Inglaterra goleou por 1-4. Seguiu-se depois a qualificação para o Itália 90, com Savicevic a cumprir o serviço militar a sua chamada à selecção chegou apenas no jogo frente à França, entrando na segunda parte para dar a volta ao jogo. A perder por 1-2 Savicevic pegou na bola e fez duas assistências para Susic e Stojkovic darem o triunfo à equipa. Esta exibição deixou por momentos o técnico Osim rendido ao médio, que já havia cumprido o serviço militar, coroando o seu regresso com hat-trick na goleada por 4-0 ao Chipre. Só que nos encontros da segunda volta Savicevic voltaria a não ser convocado, mas isso não impediu a Jugoslávia de se qualificar para o Mundial, já que a vitória no último jogo por 1-0 frente aos norugueses, aliada ao surpreendente triunfo da Escócia em Paris por 0-3, deu aos jugoslavos o primeiro lugar no grupo. O Itália 90 porém não trouxe melhoras no que à participação de Savicevic na equipa diz respeito, no jogo inaugural a Jugoslávia sofria uma pesada derrota por 4-0 frente à futura campeã Alemanha, mas os triunfos sobre a Colômbia e Emirados Árabes Unidos deram a passagem para a fase a eliminar, tudo isto com Savicevic a jogar apenas a jogar no encontro frente aos germânicos. Nos oitavos de final a Jugoslávia defrontava a Espanha, com Savicevic a ser suplente utilizado e a sofrer a falta, sobre a qual Stojkovic marcaria o golo da vitória por 1-2 no prolongamento. Apesar do seu bom desempenho, o médio foi novamente suplente no jogo dos quartos de final frente à Argentina, entrando apenas na segunda parte, com o resultado empatado a zero e a jogar com menos um, a Jugoslávia conseguiu levar o jogo para as grandes penalidades, perdendo por 3-2.




Actualmente e Palmarés

Em 2004 Dejan Savicevic assumiu a liderança da Associação de Futebol de Montenegro, cargo que ocupa nos dias de hoje. Ao longo da sua carreira de jogador, fez 394 jogos, marcou 117 golos e foi internacional por 56 ocasiões tendo apontado 19 golos. Conquistou quatorze títulos a nível de clubes, destacando-se as duas Liga dos Campeões e ficou no segundo lugar na corrida à Bola de Ouro em 1991, tendo no mesmo ano sido eleito o melhor jogador da Jugoslávia.

Série A: Lázio com liderança histórica

A Lázio continua a surpreender no campeonato italiano. A equipa de Roma venceu o Cagliari por 2-1 e aumentou para quatro os pontos de vantagem sobre o Inter, que não foi além de um empate caseiro frente à Sampdória. Os campeões em título podiam mesmo ter perdido o jogo, não fosse o golo de Samuel Eto'o - o sétimo esta temporada -, que faz dele o melhor marcador do campeonato. O AC Milan pode, inclusive, ultrapassar o Inter na classificação esta noite, caso consiga conquistar três pontos esta noite, no terreno do Nápoles.

Eduardo foi o único portugues a participar na 8ª jornada do campeonato, contribuindo para a vitória por Génova por 1-0 frente ao Catania, a terceira consecutiva. Miguel Veloso continua lesionado.

Confira os resultados da 8ª jornada da Série A:
Fiorentina 2 - 1 Bari
(Donadel 34', Gilardino 82'; Parisi 90+1')

Parma 0 - 0 Roma

Lecce 2 - 1 Brescia
(Ofere 54', Di Michele 61'; Caracciolo 19')

Lazio 2 - 1 Cagliari
(Floccari 22', Mauri 53'; Matri 59')

Genova 1 - 0 Catania
(Rossi 68')

Bolonha 0 - 0
Chievo - Cesena 2-1
Cesar (31), Théreau (90+1); Guana (45+1 c.s.c.)

Udinese 2 - 1 Palermo
(Benatia 9', Di Natale 54' g.p.; Pinilla 83')

Inter 1 - 1 Sampdória
(Eto'o 80'; Guberti 62')

Hoje:
Nápoles - AC Milan

Benfica recebe Braga na 4ª eliminatória da Taça



O sorteio da 4ª eliminatória da Taça de Portugal ditou um duelo entre campeão e vice-campeão nacional, mais 5 jogos entre equipas da 1ª divisão. O Benfica voltará a receber o Braga na Luz pouco tempo depois da vitória de 1-0 para o campeonato. O Porto joga fora com o Moreirense, enquanto que o Sporting recebe o Paços de Ferreira. Os jogos estão agendados para dia 21 de Novembro.

Sorteio da 4ª eliminatória:

Merelinense – Carregado
Portimonense – V. Guimarães
Varzim/Cova da Piedade/Gondomar – Ribeirão
Rio Ave – Feirense
Espinho – Leixões
Moreirense – FC Porto
Sporting – P. Ferreira
Atlético – Tourizense
Pinhalnovense – Tirsense
Mondinense – Torreense
Bombarrelense/Louletano – U. Madeira
Beira-Mar – Académica
Marítimo – V. Setúbal
Benfica – Sp. Braga
Olhanense – Nacional
Juventude Évora – St. Maria

domingo, 24 de outubro de 2010

Benfica vence Portimonense pela margem mínima

O Benfica derrotou esta noite o Portimonense por 1-0, em jogo do campeonato nacional. As primeiras ocasiões de golo pertenceram à formação da casa, com Luisão quase a fazer auto-golo no cruzamento de Candeias e depois Kadi a falhar de cabeça na pequena área. Os encarnados responderam num pontapé de meia distância de David Luiz, que Ventura defendeu. Logo a seguir novo duelo entre ambos, com o guardião a levar a melhor. Aliás Ventura foi adiando o golo do Benfica, enquanto conseguiu. Na segunda parte o golo acabaria por acontecer num cabeceamento de Javi Garcia, após livre na direita de Carlos Martins. Pouco depois foi Kardec a obrigar Ventura a nova intervenção. Já perto do final foi Jara que por duas vezes falhou de forma escandalosa. O Benfica depois do desaire em Lyon regressou aos triunfos, reduzindo a vantagem pontual para o FC Porto, que só joga esta segunda-feira.

Leão sofreu para vencer Rio Ave

O Sporting regressou esta noite às vitórias para o campeonato, ao derrotar o Rio Ave por 1-0. Numa primeira parte fraca de ambas as partes, a melhor ocasião saiu do pés de Postiga, com um remate por cima da baliza na área vila condense, que nunca foi capaz de criar grandes oportunidades para marcar. Na segunda parte os leões intensificaram a pressão, Postiga colocou Paulo Santos à prova e logo a seguir João Tomás obrigou Rui Patrício à única defesa durante o encontro. Nos últimos vinte minutos a equipa de Carlos Brito defendeu ainda mais e só os ferros foram evitando o golo, João Pereira e Postiga por duas vezes acertaram na barra e no poste e foi só aos 89 minutos, que na sequência de um lançamento lateral a bola chegou aos pés de Abel, que dominou e do bico da área rematou com a bola a passar por toda a gente sem que ninguém a impedisse de ir para dentro da baliza. Triunfo sofrido do Sporting, mas justo perante as oportunidades que criou para fazer golo, quanto ao Rio Ave continua sem ganhar e no último lugar do campeonato.

Carriço na órbita da Juventus

A Juventus quer reforçar urgentemente a sua linha defensiva e Daniel Carriço surge entre as preferências. De acordo com o diário italiano Corriere dello Sport, Luigi del Neri já comunicou aos responsáveis da Juve a intenção de contar com o jovem capitão leonino já a partir de Janeiro, mês onde decorre o mercado de Inverno.

A urgência do emblema de Turim em reforçar o plantel deve-se a uma razia de lesões que assombrou o clube. Rinaudo, Salihamdizic, Traoré, Grygera e Fábio Grosso - todos defesas - estão lesionados, deixando a Juve com sérias dificuldades em montar a sua linha defensiva para os encontros que se avizinham.

Para além da Juve, o Manchester City também surge como potencial interessado em Carriço, avança o diário inglês Mirror. A imprensa desportiva internacional encara a crise financeira que se vive em Portugal ao extremo, avaliando o passe de Daniel Carriço em 5 milhões de euros.

Para além do capitão do Sporting, a Juve também pretende reforçar as laterais. Van der Wiel (Ajax) e Darijo Srna (Shakhtar)  são os nomes escolhidos para o lado direito, enquanto que Gareth Bale (Tottenham), o jogador sensação na Europa, é o «sonho turino» para o lado esquerdo da defesa. De realçar ainda que a Juventus tem vários nomes dados como transferíveis: Salihamidzic, Legrottaglie, Fábio Grosso, Sissoko, Amauri, Lanzafame e... Buffon.

sábado, 23 de outubro de 2010

Ainda se lembra...de David Ginola

Na rubrica de hoje relembramos aquele a que se pode chamar um homem não dos sete mas dos três oficios, já que juntou a excelente de carreira de futebolista com a sétima arte e moda.

Os primeiros toques


David Karl Ginola nasceu a 25 de Janeiro de 1967 em Gassin, França e foi precisamente em terras francesas que começou a dar os pontapés na bola. Em 1985, com 18 anos faz a sua estreia como sénior no Sporting Toulon, onde alinhou três épocas actuando em 82 jogos e marcando quatro golos. Seguiu-se depois o Racing Club Paris e o Brest, até que em 92 chega a um grande do campeonato, o Paris Saint-Germain. Aí foi campeão por uma vez, conquistou duas Taças de França e uma Taça da Liga. Estava então na altura de mudar de ares e voar para Inglaterra.



Uma carreira inglesa


Em 1995, David Ginola chegava ao Newcastle por 2,5 milhões de euros, no momento em que o técnico Kevin Keagan tinha o apoio da direcção, para contratar vários jogadores de renome internacional, de forma a levar o clube a patamares mais elevados. Ginola depressa se integrou na equipa, e juntos conduziram os 'magpies' ao segundo lugar da Premier League em 96, ficando no entanto um sabor amargo, já que ficariam quatro pontos atrás do Manchester United, quando em Janeiro o Newcastle liderava com mais dez que os 'red devils'. O Barcelona apareceu então com uma proposta para levar Ginola, que o clube recusou e mais tarde o francês viria a lamentar o facto de nunca ter jogado num grande clube europeu. Os 'magpies' voltaram a apostar forte na nova época, batendo o recorde de transferências, quando pagaram 15 milhões de euros pelos serviços de Alan Shearer. Contudo, apesar do investimento, o Newcastle seria novamente segundo classificado, novamente atrás do Man. United. Sem que nada o fizesse prever a meio dessa temporada de 97, Kevin Keagan abandonava os comandos da equipa, sendo substituído por Kenny Dalglish. O técnico inglês nunca se compatibilizou com Ginola e o médio acabaria por sair para o Tottenham.


O único título e mudança de clube


A chegada ao Tottenham por 2,5 milhões de euros deu a Ginola o seu único troféu por terras britânicas. Aconteceu em 1999, quando os 'spurs' derrotaram na final de Wembley o Leicester City por 1-0, levantando a Taça da Liga Inglesa. O jogador francês havia brilhado nas meias-finais ao marcar um dos três golos, com que o Tottenham venceu o Manchester United. Os adeptos viam em David um jogador de referência do clube e tinham por ele um enorme respeito e admiração, que viria a ser premiado, a 11 de Dezembro de 2008, aquando das comemorações dos 125 anos do Tottenham, Ginola foi introduzido no Hall of Fame. Depois de 100 jogos realizados pelos 'spurs' e treze golos marcados, o médio seria vendido por três milhões de euros ao Aston Villa. A notícia foi descrita como uma "bomba pelo próprio jogador, que se mostrou surpreendido por o Tottenham ter aceite a proposta do Villa. Com 33 anos, David Ginola tinha sido desafiado pelo presidente John Gregory a mostrar que ainda podia dar mais na Premier League, mas o facto é que a velocidade e técnica já não estavam iguais e Ginola faria apenas trinta e dois jogos pelo clube. Em 2002, depois de uma entrada dura sobre um adversário, foi suspenso por dois jogos e pagou uma multa de 22 mil euros, por ter uma acesa discussão com o quarto árbitro.


O fim da carreira no futebol


Nesse mesmo ano de 2002, David Ginola mudava-se para Everton, onde efectuaria somente cinco encontros, decidindo colocar um ponto final na carreira de jogador, após a chegada do ainda actual técnico David Moyes. Ginola marcou o seu futebol pela grande qualidade de passe e toque de bola, conseguindo fazer golos de várias zonas do relvado. Todos estes atributos levaram Johan Cruijff a considerar o médio o melhor jogador do mundo em 1999.



Pouco utilizado nos 'bleus'

Embora fosse considerado um dos grandes talentos franceses, David Ginola actuou apenas por dezassete vezes, tendo facturado por três ocasiões na selecção gaulesa. Um dos momentos que marcou a sua passagem pelos 'bleus', deu-se na partida de qualificação para o mundial de 94, quando num jogo em França frente à Bulgária e com o resultado empatado a um resultado que servia aos franceses, já perto do final uma bola perdida por Ginola deu a oportunidade de um contra ataque búlgaro, concluído em golo por Kostadinov. O técnico na altura Gerard Houllier atribuiu as culpas do desaire a Ginola, que passaria a ser mal visto pelos adeptos, sendo um dos factores que levou a sua mudança para Inglaterra. O novo seleccionador Aimé Jacquet, nunca levou o médio a qualquer fase final de um europeu ou mundial, tendo Ginola feito o seu último jogo pelo seu país em 1995.



Veja os melhores golos e jogadas de David Ginola






Moda, cinema e vinhos

Durante os anos em que actuou nos relvados, Ginola passeava também pelos desfiles de moda e muitos dizem que esse factor o envolveu em vários conflitos com os seus treinadores. Desde que deixou de jogar, o médio, para além dos desfiles, participou em dois filmes de cinema, sendo o último em 2005, de seu nome A Última Gota, um filme de guerra. Quando estava em Inglaterra, Ginola fez várias participações em publicidades de produtos para o cabelo, imagem que o jogador sempre cultivou e também de automóveis, além de ter ainda apresentado o primeiro euro milhões inglês. Em 2008, David Ginola recebeu a medalha de prata por um vinho produzido na sua herdade em Provence, na Taça Internacional de Vinhos. David Ginola é hoje promotor de memórias USB da empresa Kingston Digital Europe.



Palmarés


David Ginola fez 503 jogos e apontou 81 golos, tendo vencido quatro títulos colectivos e três a nível individual, todos na sua passagem por Inglaterra - melhor jogador da Liga Inglesa em 99 e de jogador do ano do clube em 98.

Nova Rúbrica Futebolista: Voz da Experiência

A Revista Futebolista estreia uma nova rúbrica, que visa mostrar que «velhos são os trapos». Periodicamente será escolhido um veterano do futebol mundial, com um vasto e respeitável currículo e que, embora já esteja longe dos tempos áureos, continua a dar cartas nos relvados.

Míchel Salgado, a «raça» continua...
Quando falamos nas palavras defesa, impetuosidade, raça e liderança, o mais provável é que pense em Marco Matterazzi. Contudo, existe um outro nome no futebol europeu que corresponde ao perfil traçado. Míchel Salgado, histórico lateral-direito do Real Madrid, acaba de completar 35 anos e é dono e senhor do lado direito da defesa do Blackburn. O lateral espanhol é um dos jogadores mais marcantes do séc. XXI na sua posição, tendo aliado a um excelente sentido posicional a tão referida raça (muitas vezes levada ao extremo), regularidade, capacidade de desarme e compostura física.

Do Celta de Vigo a bi-campeão europeu
Salgado iniciou a sua carreira no Celta de Vigo, tendo-se estreado na equipa principal do clube espanhol em 1994. Na altura, o lateral-direito dava indícios de que se poderia estar perante um jogador promissor na sua posição, mas só após um empréstimo ao Salamanca em 1996/97 é que Salgado começou a despontar no futebol espanhol. Após a cedência, Salgado cumpriu duas épocas de bom nível em Vigo, tendo sido contratado pelo Real Madrid a troco de uma verba que rondou os 6 milhões de euros. Passaria 10 épocas em Madrid, período correspondente aos melhores anos da sua carreira.

Um nome que Juninho Paulista não esquece
Uma das imagens de marca de Míchel Salgado ficou, precisamente... na perna de Juninho Paulista, antigo internacional brasileiro. Corria a época de 1997/98 quando o ex-merengue partiu uma perna ao futebolista brasileiro, num confronto entre Celta de Vigo e Atlético de Madrid. A lesão não só deixou Juninho fora dos relvados durante meses, como também fez com que o médio ficasse de fora do campeonato do mundo e fosse, mais tarde, dispensado pelos «colchorenos», fruto das suas dificuldades físicas. Desde então, Salgado não mais se livrou do inevitável rótulo: agressivo e impetuoso para os adeptos do Real Madrid, violento para os adeptos adversários.

A chegada a Madrid
Michel Salgado chega ao Santiago Barnabéu numa altura em que a formação espanhola contava com estrelas como Roberto Carlos, Raúl, Morientes, Hierro, Redondo, Seedorf, McManaman e Casillas, mas também com alguns 'dispensados', casos de Samuel Eto'o, Anelka e Sávio. Nesse mesmo ano conquistaria a titularidade no lado direito da defesa, numa altura onde já era opção na selecção de «nuestros hermanos» (estreou-se em Setembro de 1998, num amigável frente ao Chipre).

Sobreviveu à primeira «era galática»
Poucos jogadores madrilenos se podem orgulhar de ter ficado tanto tempo no onze base e no plantel do Real Madrid durante a primeira presidência de Florentino Pérez, período onde o Santiago Barnabéu viu chegar nomes como Figo, Zidande, Ronaldo, Owen e David Beckham. Casillas, Guti, Raúl, Helguera e Salgado foram os nomes que conseguiram manter-se nas escolhas dos vários técnicos que passaram por Madrid, independentemente do leque de estrelas contratado pelo Real no séx. XXI.

A braçadeira, o banco e a dispensa
Formou juntamente com Casillas e Guti o trio de capitães do Real Madrid durante vários anos, sendo um dos jogadores mais acarinhados pelos adeptos. Durante as 10 temporadas que cumpriu em Madrid, realizou mais de 270 jogos, tendo apontado quatro golos. Começaria a perder espaço no onze inicial em 2006, período que coincidiu com a contratação de Cicinho e, posteriormente, com a afirmação de Sérgio Ramos na posição de lateral-direito. Nas duas últimas temporadas em Madrid, era apenas utilizado para dar descanso a Sérgio Ramos ou para disputar jogos contra equipas de divisões inferiores. Salgado tinha contrato até 2010, mas seria dispensado no final da época 2008/09.

A titularidade no Blackburn
Com 33 anos, Salgado tinha em carteira propostas da Arábia e de Espanha, mas optou por um convite do Blackburn. Pela primeira vez na sua carreira, Míchel Salgado ia disputar um campeonato fora de fronteiras, ao rubricar um contrato de duas temporadas com a equipa da Premier League, que contava no seu plantel com o ex-portista Benni McCarthty.

Na primeira metade da época, Salgado foi pouco utilizado em Inglaterra, levando a crítica a questionar a sua contratação e a prever a sua retirada do futebol profissional. Contudo, na segunda volta do campeonato, o espanhol abraçou a titularidade e não mais largou esse estatuto. Na presente época, o defesa-direito foi titular nas oito partidas já realizadas pelo Blackburn Rovers. O seu contrato finda no final da presente temporada e tudo leva a querer que Salgado continuará a jogar, quer seja no Blackburn, quer seja noutras paragens. Afinal de contas, a tradição diz que os petrodólares estão sempre disponíveis para os antigos internacionais espanhóis, donos de um palmarés de bom nível.

Palmarés de sucesso
Tendo em conta a dimensão do Blackburn no contexto do futebol inglês, o ex-internacional espanhol dificilmente conquistará mais títulos. Nada que despretigie o currículo do jogador, que conta com duas Ligas dos Campeões (2000 e 2002), uma Taça Intercontinental (2002), uma Supertaça Europeia (2002), quatro Ligas Espanholas (2001, 2003, 2007 e 2008) e duas Supertaças Espanholas (2001 e 2003). Ao todo, fez mais de 400 jogos na sua carreira, tendo apontado 8 golos e feito 53 jogos com a camisola «roja». Além disso, disputou o Europeu de 2000 e o Mundial 2006.

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Manchester United segue Hulk

Hulk está nas bocas do mundo devido às suas exibições de grande classe. Segundo a Rádio Renascença, o avançado do FC Porto é a grande prioridade de Sir Alex Ferguson para reforçar o plantel dos 'red devils'. O clube de Nani e Bebé tem apostado forte no mercado português, e poderá avançar com um proposta milionária para contratar o internacional brasileiro, cuja cláusula de rescisão está fixada em 100 milhões de euros. Dadas as boas relações com os 'dragões' (Anderson rumou a Manchester em 2007 por 31 milhões), é crível que a transferência se possa fazer por valores mais condizentes com a realidade actual.

Rooney renovou pelo Manchester United

Fim da novela. Wayne Rooney renovou pelo Manchester United por mais 5 temporadas, colocando um ponto final na polémica dos últimos dias. O avançado inglês havia dito que queria sair do clube, mas uma reunião com os dirigentes (e um óbvio aumento salarial) fê-lo recuar e assinar até 2015. O jogador de 24 anos mostrou-se feliz com a renovação: «Estou muito feliz por assinar um novo contrato com o United. Nos últimos dias, falei com o manager e os donos e convenceram-me que é aqui que eu pertenço».

'Pinheiro' Zigic nega interesse do Sporting

Nikola Zigic, avançado sérvio que tem sido apontado ao Sporting, negou qualquer interesse dos 'leões' na sua contratação, e garantiu que se sente feliz no Birmingham. Em declarações à imprensa britânica, o gigante de 2.02m afirmou que a especulação que o liga ao Sporting o diverte: «Estou ao corrente da especulação sobre o Sporting e isso, realmente, diverte-me. Mas sou um jogador do Birmingham. Gosto de estar aqui. Vou dar tudo pelo clube e se há algo que quero fazer é progredir na minha carreira de jogador aqui».

Liga Europa: Rússia e Portugal dominam

Cumprida a primeira volta da fase de grupos da Liga Europa, FC Porto e Sporting perfilam-se como sérios candidatos a figurar entre as 32 equipas apuradas para os 1/16 de final. As formações lusitanas somam por vitórias os jogos efectuados (três cada) e são líderes isolados dos respectivos grupos. Só a Rússia consegue igual feito, graças ao pleno de Zenit e CSKA Moscovo. O Estugarda também já conta com nove pontos, mas as outras equipas germânicas em prova - Dortmund e Bayer Leverkusen - já perderam pontos.

Sporting tem melhor ataque, FC Porto no top-5
A equipa orientada por Paulo Sérgio já aplicou duas «chapas-cinco» (5-0 Levski Sofia, 5-1 Gent), aos quais se somam dois tentos apontados ao Lille na vitória leonina por 2-1, perfazendo um total de 12 golos. Segue-se a armada russa, com Zenit e CSKA Moscovo com novos golos cada. FC Porto e BATE já facturaram por sete vezes, sendo que os dragões venceram por 2-0 o Rapid Viena e o CSKA Sofia, batendo, também, o Besiktas por 3-1.

Postiga e Falcao brilham entre os goleadores
O título de melhor marcador da competição pertence, até à data, a Seydou Doumbia (CSKA Moscovo, 4G/2J), mas Postiga e Falcao apresentam um registo singular na prova: são os únicos jogadores a ter facturado nos três jogos já realizados.

Pouco inspirados no campeonato português - Falcao conta com dois golos, Postiga continua em branco - os atacantes têm sido as referências goleadores das respectivas equipas na Liga Europa. O avançado português precisa de 81 minutos para marcar, enquanto que o colombiano faz um golo a cada 65 minutos.
Na turma de Alvalade, Salomão, Maniche e Liedson já contam com dois tentos, tantos quanto Hulk, do lado azul e branco.

Fora de portas: Simão e Vieirinha intocáveis, Danny é a estrela-maior
O sucesso do Zenit na primeira volta da competição tem assinatura lusitana. Danny é a estrela do clube russo, sendo a principal referência ofensiva e autor de um golo até à data. Bruno Alves também já marcou nesta edição da Liga Europa, mas ainda só cumpriu 90 minutos. O outro português da equipa, Fernando Meira, ainda nem no banco se sentou.

Vieirinha é absolutamente intocável no PAOK. O extremo português é totalista no clube grego, assim como Simão Sabrosa no Atlético de Madrid, embora só Simão tenha feito o gosto ao pé (um golo). Ainda em Espanha, Tiago é opção regular no meio campo dos colchoneros. 

Em Liverpool, Meireles é titular no meio-campo da equipa inglesa, embora tenha ficado de fora no último jogo para descansar para o campeonato. Por fim, Ricardo Quaresma ainda continua sem conseguir exibir na fase de grupos da Liga Europa a qualidade exibida no campeonato turco, algo que tentará corrigir na próxima jornada... no Estádio do Dragão.

Juventus desilude entre os «gigantes»
Num grupo que também conta com a presença do Manchester City, a Juventus continua sem vencer. A equipa de Turim soma três empates em igual números de jogos efectuados, enquanto que o City lidera o Grupo A com 7 pontos. A equipa inglesa só escorregou ante a formação italiana. O destaque individual vai para Adebayor, com três golos em dois jogos.

O Atlético de Madrid, campeão em título, conseguiu esta noite o seu primeiro triunfo, embora insuficiente para chegar ao primeiro lugar do grupo B, que pertence ao Leverkusen. Os colchoneros somam quatro pontos, menos um que a formação germânica.

Em crise história na Premier League, o Liverpool está na liderança do Grupo K, embora continue sem brilhar. Os «reds» golearam o Steaua por 4-1 na primeira jornada, mas não foram para além do nulo nos seguintes jogos, frente a Utrecht e Nápoles.

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Liga Europa: Resultados e Marcadores

Finalizada a terceira jornada da Liga Europa, destaque nesta noite para o empate da Juventus em Salzburgo no Grupo A, e para a primeira vitória do detentor do título Atlético Madrid sobre o Rosenborg, no Grupo B. Confira então todos os resultados e marcadores.




Grupo A

Man. City 3-1 Lech Poznan
(Adebayor 13, 25, 73 ; Tshibamba 50)


RB Salzburgo 1-1 Juventus
(Svento 36 ; Krasic 47)


Grupo B

Aris Salónica 0-0 Bayer Leverkusen


Atlético Madrid 3-0 Rosenborg
(Godin 17, Aguero 66, D. Costa 78)



Grupo C
Lille 1-0 Levski Sófia
(Chedjou 49)

Sporting 5-1 Gent
(D. Salomão 7, Liedson 13, 27, Maniche 37, Postiga 60 ; Wils 17)



Grupo D

Dinamo Zagreb 0-0 Brugge


Villarreal 1-0 PAOK
(Ruben 38)



Grupo E

AZ Alkmaar 1-2 Dinamo Kiev
(Falkenburg 35 ; Milevsky 16, Khacheridi 67)


FC Sheriff 0-1 BATE Borisov
(Sosnovsky 9)


Grupo F

Palermo 0-3 CSKA Moscovo
(Doumbia 34, 59, Necid 82)


Sparta Praga 3-3 Lausanne
(Wilfried 10, 23, Kucka 20 ; Meoli 6, Steuble 75, Carlos 90)



Grupo G

Anderlecht 3-0 AEK
(Boussoufa 31, Lukaku 71, Juhasz 75)


Zenit 2-0 Hajduk Split
(Bukharov 25, Danny 68)



Grupo H

Estugarda 1-0 Getafe
(Marica 29)


Young Boys 4-2 Odense
(Ntsama 25, Sutter 34, Degen 61, Lucic 74 ; Utaka 48, Sorensen 84 pen.)



Grupo I

Debrecen 1-2 PSV
(Mijadinoski 35 ; Engelaar 40, Reis 66)


Metalist Kharkiv 2-1 Sampdória
(Taison 38, Xavier 73 ; Koman 32)



Grupo J

Borussia Dortmund 1-1 PSG
(Sahin 50 pen. ; Chantome 87)


Karpaty Lviv 0-1 Sevilha
(Kanouté 34)



Grupo K

Utrecht 1-1 Steaua Bucareste
(Duplan 60 ; Schut 75 p.b)

Napoles 0-0 Liverpool



Grupo L

Besiktas 1-3 FC Porto
(Bobo 90 ; Falcao 26, Hulk 59, 78)


CSKA Sófia 0-2 Rapid Viena
(Hesselink 28, Hofmann 32)

Leão volta golear na Europa

O Sporting conseguiu esta noite nova vitória na Liga Europa com mais uma goleada, em jogo do Grupo C, os leões venceram por 5-1 o Gent. Logo aos sete minutos Diogo Salomão correspondeu com um remate certeiro ao cruzamento de Hélder Postiga e bastaram esperar mais seis para que Liedson num bom pontapé de fora da área fazer o 2-0. O Gent respondeu e num livre directo a bola é cabeceada por um jogador belga, Hildebrand atrapalha-se com o esférico e Wils desvia para dentro da baliza. Só que ainda antes da meia hora, a equipa de Paulo Sérgio faria o 3-1, outra vez Liedson num remate ao segundo poste, depois de um cruzamento de João Pereira do lado esquerdo. O quarto surgiu a oito minutos do intervalo, Evaldo com um excelente passe isola Maniche, este remata o guardião belga defende mas a bola ressalta no peito do médio português e acaba na direcção das redes. A segunda parte trouxe uma partida mais calma, sem que por isso os leões deixassem de criar ocasiões de golo, que chegaria em cima da hora de jogo, num remate de Postiga a fuzilar as redes do Gent. Até final Liedson por duas vezes podia ter feito mais golos, numa vitória justa e tranquila do Sporting que tem o primeiro lugar e o apuramento quase garantido. No outro encontro do grupo o Lille venceu o Levski por 1-0.

Hulk resolve na Turquia

O FC Porto soma e segue na Liga Europa, esta tarde os dragões derrotaram na Turquia, o Besiktas por 1-3, em jogo do Grupo L. Os turcos entraram a pressionar e logo aos dois minutos Helton fez a primeira de várias defesas decisivas, negando o golo a Nihat. A equipa portuguesa respondeu num remate de Hulk, parado pelo guardião da casa, mas aos vinte e seis minutos, na sequência de um canto Falcao saltou mais alto e de cabeça fez o 0-1. Perto do intervalo primeira expulsão para a equipa de Vilas Boas, Maicon derrubou Bobo, que seguia para a baliza e viu vermelho directo, no seguimento do livre, Helton com uma grande defesa evitou a igualdade. O segundo tempo trouxe Otamendi no lugar de Falcao, com Hulk a jogar sozinho na frente e foi contra a muita pressão do Besiktas, que em cima do quarto de hora num passe longo de Alvaro Pereira, a bola chega aos pés de Hulk, que aproveitou a falha do defesa turco para fazer o 0-2. Este golo teve o condão de "matar" a formação turca, que nunca mais conseguiu criar verdadeiro perigo para as redes azuis e brancas. A treze minutos do fim novo contra ataque do FC Porto, com Hulk a ser isolado por Belluschi e depois a classe do brasileiro a fazer o terceiro na partida. Aos oitenta e oito minutos, a outra expulsão, Fernando que já tinha um amarelo fez falta e perante os prostestos dos jogadores do Besiktas acabou por ver a segunda cartolina amarela. Já para lá dos 90' Bobo isolado no lado esquerdo da área fez o tento de honra da equipa da casa. Vitória justa do FC Porto, que consolidou o primeiro lugar do grupo e o apuramento praticamente garantido, enquanto no outro encontro o Rapid Viena foi à Bulgária vencer o CSKA de Sófia por 0-2.

Manuel José deseja Nuno Gomes no Al-Ittihad

O treinador que levou Nuno Gomes para o Benfica, Manuel José, revelou à Antena 1 que o ponta-de-lança português seria bem-vindo no Al-Ittihad, clube saudita que orienta há cinco meses. O ex-técnico do Sporting e Benfica acredita que Nuno Gomes continua com capacidades para jogar, e que seria um excelente reforço para a sua equipa: «Qualquer treinador conhecendo as qualidades dele e o seu passado desejaria ter o Nuno Gomes no plantel». O nº 21 do Benfica anunciou recentemente que vai abandonar o clube no final da temporada e o seu futuro poderá passar pelos Estados Unidos ou por um país do Médio Oriente.

Ronaldo: «Somos mais felizes com Mourinho»

Cristiano Ronaldo concedeu uma entrevista ao 'As' onde deixa grande elogios ao trabalho de José Mourinho no Real Madrid. O craque português salienta que todo o plantel está feliz com a chegada do compatriota a Madrid: «Com ele somos mais felizes. Mourinho é fantástico. Graças a Deus que veio, porque com sua a experiência e com todos os títulos que ganhou, é sempre bom trabalhar com ele. Eu sempre disse que queria ser treinado por ele e os meus colegas também estão encantados».

Hagi substitui Rijkaard no Galatasaray

Gheorghe Hagi é o novo treinador do Galatasaray, depois de Frank Rijkaard ter sido demitido devido aos maus resultados. Trata-se de um regresso ao banco da equipa turca, dado que o lendário ex-jogador já havia treinado os 'leões' na época 2004/2005. Contudo, Hagi foi a terceira escolha dos dirigentes, que levaram negas de Hakan Sukur e Fatih Terim. O Galatasaray soma apenas 12 pontos em 8 jogos e ocupa o 9º lugar na liga turca, a 8 pontos do líder Bursaspor .

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Liga dos Campeões: Resultados e Marcadores

Terminou esta noite a terceira jornada da Liga dos Campeões. Notas da noite europeia para o grande jogo em Milão, onde o Inter derrotou o Tottenham por 4-3 e ainda o facto de nenhuma das equipas que jogou fora ter vencido. Eis então os resultados.


Grupo A

Inter Milão 4-3 Tottenham

(Zanetti 2, Eto'o 11pen., 35, Stankovic 14 ; Bale 52, 90, 90+1)


Twente 1-1 Werder Bremen

(Janssen 75 ; Arnautovic 80)



Grupo B

Schalke 04 3-1 Hapoel-Tel Aviv

(Raúl 3, 58, Jurado 68 ; Shechter 90+3)


Lyon 2-0 Benfica

(Briand 21, Lisandro 51)



Grupo C

G. Rangers 1-1 Valência

(Edú 34 ; Edú 46 p.b)


Man. United 1-0 Bursaspor

(Nani 7)



Grupo D

Panathinaikos 0-0 Rubin

Barcelona 2-0 Copenhaga

(Messi 19, 90+2)