segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Liga ZON Sagres: Naval e Sp. Braga empatam a zero

Na Figueira da Foz, Naval e Sp. Braga empataram a zero, no jogo que encerrou a 21ª jornada da Liga ZON Sagres. As duas equipas tiveram diversas oportunidades para marcar, mas os atacantes revelaram ineficácia  na hora de finalizar e os guarda-redes competência na hora de defender. Alan foi o elemento a ficar mais perto do golo, tendo disparado à trave no início da segunda parte. O Sp. Braga está na 7ª posição, com 28 pontos, e a Naval continua nos lugares de despromoção, com 15 pontos no 15º lugar.

M. Fernandes deixa Setúbal

Manuel Fernandes e a direcção sadina rescindiram amigavelmente o contrato que ligava as partes até 2012. A derrota sofrida em Paços de Ferreira ditou um desfecho que já se previa.


O técnico natural de Sarilhos Grandes deixa a equipa do Sado no 14º lugar da Liga, apenas uma posição acima da linha de água.

Leonardo Jardim abandona Beira-Mar

Leonardo Jardim já não é treinador do Beira-Mar. Apesar da boa campanha dos aveireneses (ocupam a 10ª posição do campeonato), o técnico madeirense apresentou a sua demissão, que foi aceite pela direcção do clube. Jardim esteve este fim-de-semana em foco ao ser apontado por um orgão de comunicação social ao FC Porto, facto que o próprio treinador recusou comentar e que Pinto da Costa apelidou de «imbecilidade».

Depois de R. Carlos, Anzhi quer Gattuso

O FC Anzhi Makhachkala, emblema russo que contratou Roberto Carlos e Jucilei ao Corinthians, pondera avançar para a aquisição de Gennaro Gattuso. O dono do clube, o bilionário Suleiman Kerimov, tem 10 milhões de euros preparados para convencer o AC Milan a libertar o capitão dos 'rossoneri', e um contrato irrecusável para oferecer ao internacional italiano de 33 anos.

Edição de Março - JÁ NAS BANCAS!!!



Top 10: Transferências que quase se materializaram

10. Michael Laudrup (Brondby para o Liverpool)

Em 1983, Laudrup, então no Brondby, começava a despertar o interesse de vários colossos europeus e o Liverpool de Ian Rush, Kenny Dalglish e Graeme Souness parecia ter tudo acertado com o «playmaker» dinamarquês. Conta o jogador que havia já um acordo para um contrato de 3 anos, mas o clube inglês voltaria mais tarde a fazer outra oferta para um período de 4 anos, o suficiente para fazer quebrar as negociações com os Reds. O mítico Liverpool dos anos 80 ganhou títulos a nível nacional e europeu, mas com Laudrup nos seus quadros quem sabe até onde poderiam ter ido…

9. Luis Figo (Sporting para a Juventus/Parma)

O expoente máximo da “Geração de Ouro” era em 1995 já um dos melhores jogadores portugueses e acabaria eventualmente por assinar por 2 clubes - Juventus e Parma -, o que fez com que ficasse impedido de se transferir para Itália durante um período de 2 anos. Figo teve a carreira que teve, acumulando sucessos no Barcelona, Real Madrid e Inter mas dá que pensar que impacto poderia ter causado em Itália caso se tivesse mudado para lá mais cedo na carreira…

8. Steven Gerrard (Liverpool para o Chelsea)

A mais recente destas “quase-transferências”. Steven Gerrard, capitão do Liverpool, foi sempre um jogador muito apreciado pela Europa fora e José Mourinho não fugia à regra. Por 2 vezes, o jogador teve muito perto de se juntar ao Chelsea, após ver o seu Liverpool ficar arredado do título ano após ano, mas no final o coração falou mais alto e acabou por permanecer na cidade dos Beatles. É certo que o Liverpool viria a ganhar uma Liga dos Campeões, mas não merecia o inglês ter jogado num clube que lhe tivesse permitido ganhar mais títulos?

7. Didier Drogba (Le Mans para o Arsenal)

Drogba foi um jogador que apareceu tarde na alta-roda do futebol, tendo-se transferido do modesto Guingamp para o Marselha em 2003 e para o Chelsea no ano seguinte, então com 26 anos. É no entanto curioso que Arsène Wenger teve a oportunidade de assinar o avançado por apenas 100 mil libras (algo que não chegaria hoje para cobrir o seu salário semanal), quando este ainda era um jovem avançado a actuar pelo Le Mans. Possivelmente um dos motivos que fez Wenger não avançar com a transferência foi contar nas suas fileiras com Thierry Henry. Claro que imaginar uma dupla de ataque composta por Henry e Drogba…já chega para assustar!

6. Roy Keane (Nottingham para o Blackburn)

Quando se pensa no sucesso do Manchester United nos anos 90 e inícios da década passada, pensa-se na liderança não só de Sir Alex Ferguson, mas também do capitão Roy Keane. Quando ainda jogava no Nottinhgam Forrest, Keane teve muito perto de se juntar ao Blackburn Rovers de Kenny Dalglish e Alan Shearer (que se viria a sagrar campeão em 1994-95) após o clube ter activado a cláusula de 4 milhões de libras do jogador. Certo é que no dia anterior a ser formalizada a transferência, Sir Alex Ferguson telefonou a Keane a perguntar se este não preferia juntar-se aos Red Devils, o que viria a concretizar-se duas semanas mais tarde. Pela importância que o irlandês teve no domínio exercido pelo United nos anos seguintes, fica aqui a questão: conseguiria o Blackburn manter o seu estatuto de candidato ao título durante os anos seguintes?

5. Ronaldinho (PSG para o Manchester United)

Após vender David Beckham ao Real Madrid, Alex Ferguson esperava adquirir o prodígio brasileiro que, mesmo após um Mundial de 2002 onde tinha impressionado, continuava a jogar pelo PSG. No entanto, e após semanas de namoro, o Barcelona – também a precisar de uma estrela no seu plantel – contrataria Ronaldinho que viria a sagrar-se 2 vezes o melhor jogador do ano. Uma enorme perda para os Red Devils que, assim sendo, acabaram por adquirir um miúdo desconhecido chamado Cristiano Ronaldo…

4. Cristiano Ronaldo (Sporting para o Arsenal)

Na primeira época ao serviço do Sporting, Cristiano Ronaldo era já apontado como um dos maiores talentos do futebol mundial e seria apenas uma questão de tempo até que a rede de scouting do Arsenal descobrisse o jovem leão. O treinador do Arsenal chegou mesmo a mostrar o estádio a Ronaldo e a oferecer-lhe uma camisola com o nome nas costas, mas no final o Arsenal não conseguiu chegar a acordo com o Sporting. O resto é história…Ronaldo bateu recordes na Premier League e o Arsenal já não ganha um troféu há cerca de 6 anos…

3. Diego Maradona (Argentinos Juniors para o Sheffield United)

Provavelmente seria a mais improvável transferências de sempre. Em 1978, o treinador do Sheffield, Harry Haslam, ficou tão impressionado com o brilhante argentino que rapidamente acertou um acordo com o Argentinos Juniors para trazer ‘El Pibe’ para Inglaterra por apenas 600 mil libras. O que falhou? A direcção do clube informou que não dispunha dos fundos para completar a transferência. Assim sendo, o clube iria descer de divisão na temporada de 1978-1979 ao passo que o jogador continuou a subir rumo ao estrelato.

2. Alfredo Di Stéfano (Millionarios para o Barcelona)

Apontado por muitos como o jogador mais completo da história do futebol, Di Stéfano podia hoje facilmente ser uma lenda viva do clube blaugrauna. Em 1953, o jogador argentino jogava no Millionarios da liga colombiana e a sua veia goleadora fez com que o Barcelona procurasse adquirir os seus serviços. Iria seguir-se uma tremenda confusão com os clubes a não conseguirem acordar um preço para a transferência, o que ainda assim não impediu o Barcelona de assinar um vínculo com o jogador que não seria reconhecido pela Federação Espanhola. Aproveitando o impasse e divisão da direcção do Barcelona bem como a pressão imposta pela FIFA e Federação Espanhola, o presidente do Real, Santiago Barnabéu, depressa convenceu o jogador a tornar-se merengue. Os 307 golos em 403 jogos dizem o quão importante foi Di Stéfano para o Real...

1. Eusébio (Lourenço Marques para o Sporting)

Eusébio da Silva Ferreira, melhor jogador de sempre do futebol português e símbolo do Benfica. É tão natural associar o "Pantera Negra" ao clube encarnado que imaginar uma realidade alternativa onde ele tivesse jogado no rival de Lisboa parece um exercício quase absurdo. A verdade é que Eusébio jogava no Sporting de Lourenço Marques, filial dos leões, e chegou a estar muito perto de se juntar à casa-mãe. Tudo mudaria quando José Carlos Bauer, um ex-futebolista brasileiro, observou Eusébio jogar in loco e recomendou-o a um seu ex-treinador, Béla Guttman, que curiosamente era o treinador do Benfica na altura. Alguns detalhes são desconhecidos, mas o que é certo é que os encarnados foram rápidos a reagir para adquirir aquele que viria a ser uma figura incontornável do nosso futebol. Fica para a imaginação de cada um aquilo que teria acontecido caso Eusébio tivesse jogado no clube de Alvalade...


Coentrão mantém Luz acesa

Reviravolta nos descontos!
» Coentrão evitou o 'KO'
Quando falta apenas uma partida (Naval - Sp. Braga) para concluir a 21ª jornada da Liga ZON Sagres, o FC Porto está cada vez mais perto de se sagrar campeão nacional, mas o Benfica continua a exibir uma alma de campeão notável. Esta noite, a equipa da Luz recebeu e bateu o Marítimo por 2-1, com o golo da vitória a ser conseguido no último lance da partida.

Com o estádio da Luz composto por 55 mil adeptos, o Marítimo protagonizou uma das melhores exibições da época, tendo em Marcelo o seu melhor elemento, autor de uma exibição de grande nível, onde conseguiu adiar o golo do Benfica por diversas vezes. Apesar do apoio incansável dos adeptos encarnados, o estádio da Luz gelou aos 76 minutos. Após um pontapé de canto, Djalma - reforço do FC Porto para a próxima temporada - ganhou de cabeça a Javi Garcia e fez o primeiro golo da partida. 

Com cerca de 15 minutos (mais os descontos) para dar a volta ao jogo, os pupilos orientados por Jorge Jesus deram o tudo por tudo e, cinco minutos depois, conseguiram mesmo chegar ao empate: Coentrão centrou rasteiro, a bola atravessou toda a área do Marítimo e encontrou Salvio, que, ao segundo poste, fez o esférico cruzar a linha de golo. 

O período de descontos foi absolutamente alucinante na Luz. Aos 90 minutos, Kardec cabeceou com competência, os adeptos gritaram 'golo' mas Marcelo fez uma defesa fantástica. Momentos depois, Luisão colocou a bola no fundo da baliza do guardião insular, mas o lance foi invalidado por falta do capitão benfiquista. Foi então que, no último momento do jogo, Fábio Coentrão mostrou o porquê de ser o jogador mais valioso do plantel encarnado: o esquerdino recebeu a bola sozinho na grande área, encheu-se de confiança e, com o pé direito, disparou para o golo que mantém o Benfica na perseguição ao líder FC Porto. Curiosamente, já havia sido Coentrão a decidir a partida da primeira volta, na Madeira, onde o Benfica ganhou por 1-0.

Neste momento, o Benfica soma 51 pontos, menos oito que o líder FC Porto. Na próxima jornada, os dois candidatos ao título podem definir o resto da temporada frente a equipas minhotas: o FC Porto, sem Hulk (castigado), recebe o Vitória de Guimarães, enquanto o Benfica desloca-se a Braga. Por fim, Marítimo está na 13ª posição, com 22 pontos.

sábado, 26 de fevereiro de 2011

FC Porto vence em Olhão (0-3)

» FC Porto mais perto do título
O FC Porto segue imparável no comando da Liga ZON Sagres. Em Olhão, os «dragões» venceram o Olhanense por 3-0, somando provisoriamente 11 pontos de vantagem sobre o Benfica, que recebe amanhã o Marítimo.

Na primeira parte, a equipa orientada por André Villas Boas sentiu algumas dificuldades em ultrapassar a muralha defensiva do Olhanense, apesar dos portistas terem conseguido o dobro da posse de bola conseguida pela equipa algarvia. Hulk foi o melhor em campo durante o primeiro tempo, tendo sido o mais perigoso para a baliza defendida por Ricardo Baptista.

Na segunda parte, as coisas foram bem diferentes. Aos 52 minutos, Falcao (de regresso à titularidade) trabalhou bem sob a defensiva do Olhanense e atirou ao poste. O FC Porto foi pressionando o seu adversário e acabou mesmo por chegar ao golo, aos 67 minutos: Belluschi, ainda fora da grande área, parou a bola com o peito e atirou de forma espetacular para o primeiro golo da partida. Cinco minutos depois, James deu para Falcao, o colombiano aguentou a pressão de três jogadores do Olhanense e atirou para o segundo golo da partida, com a bola a bater no poste antes de cruzar a linha de golo. Já em cima do minuto 90, Hulk disparou forte, Ricardo Baptista ainda consegue defender mas Falcao surgiu ao segundo poste a encostar para o golo.

Falcao é agora o terceiro melhor marcador da competição, com 10 golos. Só João Tomás (12) e Hulk (19) têm mais golos que 'El Tigre', sendo que o 'Incrível' não marca há um mês.

Com esta vitória, o FC Porto soma 59 pontos, tendo vencido 19 partidas nas 21 jornadas já disputadas. É a segunda melhor performance de sempre no futebol português, feito apenas superado pelo Benfica na década de 70, onde os encarnados contavam por vitórias o número de jogos efetuados. O Olhanense está provisoriamente no tranquilo 8º lugar, com 27 pontos.

Super-Paços chega ao 4º lugar
O Paços de Ferreira continua a protagonizar uma grande temporada, tendo igualado o Vitória de Guimarães no 4º lugar da Liga, com 32 pontos. Na Mata Real, a equipa pacense venceu o Vitória de Setúbal por 2-0, com golos de Mário Rondon (23') e Filipe Anunciação (64'). A equipa de Rui Vitória está na luta pelos lugares europeus e a caminho da melhor classificação de sempre do Paços de Ferreira (6º lugar em 2006/07). O Vitória de Setúbal está no 14º lugar, com 19 pontos.

O Reino do Leão: Batemos no fundo!

Paulo Sérgio saiu! Decerto que não é uma notícia que tenha surpreendido muita gente, alías, duvído que tenha surpreendido alguém. Mas será que a saída de P. Sérgio é a solução para o problema? Ou será que a saída de P. Sérgio a primeira solução para a resolução para o problema?



Em primeiro lugar, não acredito que a culpa seja de P. Sérgio, ou só dele, a culpa é de todos, começando nos dirigentes e terminando nos jogadores, acreditando que para eles (jogadores) não será fácil conseguir resultados perante este clima de instabilidade e insegurança gerada em torno da equipa.

Em segundo lugar, penso que este não seria o momento indicado para mudar de treinador devido ao aproximar da eleições, o que vai levar, indiscutivelmente, a uma alteração a nível estrutural, inclusive a um novo treinador, seja no decorrer desta época, seja no final da mesma. Logo, P. Sérgio sairia dentro de um mês, assim a nova direcção o entendesse.

Por último, o problema não passa, apenas, pelo afastamento do treinador, passa por uma mudança de atitude por parte dos dirigentes. Nós, sportinguistas, queremos uma direcção que foque, essencialmente, o sucesso desportivo sem descurar o futuro do clube a nível financeiro, não uma direcção que pense primeiro no nível financeiro e na SAD e só depois no nível desportivo.
O jogo com o Rangers foi mais do mesmo, um jogo como tantos outros esta época, pouco futebol e um resultado ainda pior, um empate que soube a derrota. E logo após o minuto 90, já sem hipotese de reacção e já com vários jogadores defensivos em campo.
Aguardamos o final da época , fazendo votos para que a próxima seja melhor: melhor preparada, melhores jogadores, mais ambição e espirito de conquista e menos problemas internos. A próxima direcção, seja ela qual for, terá de começar a trabalhar na próxima época o quanto antes, porque esta, infelizmente, está perdida. Resta-nos manter o 3º lugar e tentar ganhar a taça da liga para não terminar a época sem títulos.
por Jorge Saleiro

Sporting CP: Paulo Sérgio despedido, José Couceiro é o novo técnico

» Passagem de testemunho
Paulo Sérgio já não é treinador do Sporting CP. O clube de Alvalade anunciou, esta manhã, a demissão do treinador oriundo do Vitória de Guimarães no Verão passado, que será substituído por José Couceiro. A eliminação da Liga Europa terá sido o fator decisivo, isto porque, ainda esta quarta-feira, os responsáveis leoninos haviam reforçado publicamente a confiança no técnico. José Couceiro, que já treinou a equipa principal do FC Porto sem sucesso, exercerá as respectivas funções até ao final da temporada.

Eis o comunicado oficial:
«Nos termos e para efeitos do cumprimento da obrigação de informação que decorre do disposto no artigo 248º, nº1 al. a) do Código dos Valores Mobiliários, o Conselho de Administração da Sporting Clube de Portugal – Futebol, SAD vem informar ter chegado a um acordo de princípio para a revogação do contrato de trabalho desportivo com o Treinador Paulo Sérgio.

Mais se informa que o Senhor José Peyroteo Couceiro passará a exercer as funções de Treinador para a Equipa Profissional do Sporting, até ao final da corrente época desportiva.

Lisboa, 26 de Fevereiro de 2011
O Conselho de Administração»

Ronaldo na Tchechénia?


A recém-retirada lenda do futebol Ronaldo recebeu uma oferta um tanto ou quanto invulgar para regressar aos relvados: 5,8 milhões de euros por 18 meses de contrato no Terek Grozny da Tchechénia!

De acordo com o diário russo Tvoi den, a equipa treinada por Ruud Gullit estará bastante interessada nos serviços do ex-avançado brasileiro e esperam poder entrar em negociações mais avançadas no dia 8 de Março quando, alegadamente, uma equipa de jogadores da selecção Brasileira que venceu o Mundial de 2002 defrontar um onze tchecheno numa partida amigável.

Caso o improvável negócio se realize, Ronaldo seguiria as pisadas de Roberto Carlos que recentemente se mudou para a liga russa ao assinar pelo Anzhi Makhachkala.

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Académica vence Vit. Guimarães (0-2)

» Éder voltou aos golos
A Académica venceu, esta noite, o Vitória de Guimarães, por 2-0, no jogo inaugural da 21ª jornada da Liga ZON Sagres. A equipa minhota falhou, em pleno D. Afonso Henriques, a oportunidade de se isolar provisoriamente no 3º lugar da tabela classificativa, ultrapassando o Sporting.

O atacante Éder inaugurou o ativo aos 58' minutos, naquele que foi o seu primeiro golo da época. Já no período de descontos e quando a equipa vimaranense dava o tudo por tudo, Laionel fechou as contas do marcador. O Vitória de Guimarães permanece na 4ª posição, com 32 pontos, enquanto a Académica subiu provisoriamente ao 11º lugar, com 23 pontos.


Benfica e Braga avançam… ‘leões’ mantêm crise

Três equipas nos oitavos-de-final da Liga Europa. É este o balanço da jornada europeia, que permitiu juntar Benfica e Sporting de ao FC Porto, sendo que o Sporting foi a única equipa portuguesa a ficar pelo caminho.

Os ‘leões’ até foram os primeiros a entrar em campo, mas as coisas começaram mal e acabaram pior ainda. Os escoceses, por intermédio de Diouf, colocaram-se em vantagem no marcador e na eliminatória à passagem dos 20 minutos. A equipa ‘leonina’ tardou a responder, mas acabaria por chegar ao golo do empate a poucos minutos do intervalo, graças a um excelente golo de Pedro Mendes à entrada da grande área. Pensou-se que a equipa do Sporting viria transfigurada para a 2ª parte, mas o ritmo da partida manteve-se lento, e o empate, que obrigaria a um prolongamento, era cada vez mais esperado. Até que ao minuto 84, Yannick Djaló aproveitou da melhor forma um cruzamento perfeito de João Pereira, fazendo o 2-1 que colocava os ‘leões’ na fase seguinte. Contudo, quando poucos já acreditariam, inclusivamente os adeptos escoceses, eis que, já nos descontos, Edu, aproveita da melhor forma a desconcentração e a apatia da defesa ‘verde e branca’, empatando o jogo e ganhando novamente vantagem na eliminatória. O tempo para reagir já era pouco e desta forma, os ‘leões’ acabaram por se despedir de mais uma prova esta temporada.

Highlights - MyVideo

Felizmente, que esta má sorte que acompanhou o Sporting não contagiou as restantes equipas, antes pelo contrário. Em Braga, os ‘minhotos’ tinham de inverter um resultado negativo de 1-0 trazido da primeira mão na Polónia, e cedo trataram do assunto. Aos 8 minutos, Alan, aproveitou da melhor forma uma defesa incompleta do guardião do Lech Poznan, e fez uma recarga vitoriosa que punha tudo igual nas contas do apuramento. Os bracarenses evidenciaram que eram claramente superiores ao adversário e essa mais-valia foi recompensada com o segundo golo, da autoria de Lima, aos 36 minutos, ainda que o avançado brasileiro tenha beneficiado de uma posição irregular. O Sp. Braga estava, finalmente, na frente da eliminatória, e soube geri-lo até final. É certo que houve hipóteses para os dois lados, mas ninguém pode colocar em causa a justiça da vitória e da passagem à próxima fase dos ‘Guerreiros do Minho’.

Highlights - MyVideo

Por último, mas não menos importante, o Benfica foi defrontar o Estugarda, naquele que era o seu 19º jogo na Alemanha, e de onde nunca tinha saído vitorioso, com uma vantagem escassa de um golo, fruto da vitória por 2-1 na Luz. Pois bem, quem pensava que as ‘águias’ iam tentar defender o resultado, enganou-se redondamente. A equipa ‘encarnada’ começou muito pressionante, teve algumas oportunidades e chegou merecidamente à vantagem por Salvio, num remate de ressaca de fora da área, corria o minuto 30. Se as coisas estavam bem encaminhadas, melhor ficaram. O Estugarda, acusou o toque, e nunca mostrou ter capacidade para reagir a resultado tão adverso, sobretudo por responsabilidade da equipa orientada por Jorge Jesus, que trocava a bola a grande velocidade, pressionava alto, estava bem organizada defensivamente e exibia uma grande qualidade de futebol. O guarda-redes, Ziegler, ia evitando o que podia, mas acabou por ser substituído por Ulreich, na sequência de um lance aparatoso que fez com que o guardião tivesse de sair de maca (suspeita de traumatismo craniano). Contudo, o seu substituto, que tinha sido o titular no jogo da Luz, manteve o mesmo nível e só mesmo um míssil de Cardozo num pontapé livre conseguiu desfeitear o guarda-redes germânico. Estávamos no minuto 78 e a partida acabava aí, apesar de no outro lado, Roberto ter sido também chamado a intervir por diversas vezes, mas o guardião espanhol conseguiu sempre manter a sua baliza inviolável.

Highlights - MyVideo

Confira todos os resultados da 2ª mão dos 16 avos-de-final:
CSKA Moscovo-PAOK, 1-1
(Ignashevich 80'; Muslimovic 67')
FC Porto-Sevilha, 0-1
(Luís Fabiano 71')
Villarreal-Nápoles, 2-1
(Nilmar 42', Rossi 45'; Hamsik 17')
Ajax-Anderlecht, 2-0
(Sulejmani 10' e 16')
Sp. Braga-Lech Poznan, 2-0
(Alan 8', Lima 36')
D. Kiev-Besiktas, 4-0
(Vukojevic 3', Yarmolenko 54', Gusev 63', Shevchenko 73')
Manchester City-Aris Salónica, 3-0
(Dzeko 7' e 11', Yaya Toure 75')
Twente-Rubin Kazan, 2-2
(Janssen 45', Douglas 47' ;Ansaldi 22', Noboa 24')
Estugarda-Benfica, 0-2
(Salvio 30', Cardozo 78')
PSG-BATE Borisov, 0-0
Sporting-Rangers, 2-2
(Pedro Mendes 42', Yannick 83'; Diouf 20', Edu 90+2')
Liverpool-Sparta Praga, 1-0
(Kuyt 86')
Spartak Moscovo-Basileia, 1-1
(McGeady 90+1'; Chipperfield 15')
PSV-Lille, 3-1
(Dzsudzsák 55, Lens 67', Marcelo 73'; Frau 23')
Bayer Leverkusen-Metalist, 2-0
(Rolfes 48', Ballack 70')
Zenit-Young Boys, 3-1
(Lazovic 41', Semak 52' e Shirokov 76'; Jemal 21')

Que Sporting?

O que aconteceu esta quinta-feira em Alvalade foi a gota de água para muitos adeptos leoninos. Como se não bastasse o Sporting não ganhar um jogo há cinco partidas (a de ontem foi a sexta sem sentir o sabor da vitória), os leões – que, de momento, pouco ou nada rugem - não se safaram de mais uma hecatombe no seu próprio estádio.

Uma primeira parte absolutamente pobre – embora Pedro Mendes tivesse conseguido abafar a má prestação do Sporting. E, na segunda parte, Paulo Sérgio deu mais mostras do treinador medíocre que é. Com Zapater absolutamente esgotado e mais de meia equipa sem conseguir dar luta a um fraquinho Rangers, o técnico leonino nada fez para mudar a estratégia da equipa. Foi a resignação absoluta. E, como se não bastasse, insiste em não sair do comando. Pior: a SAD do Sporting reuniu-se e decidiu manter Paulo Sérgio no cargo. É certo que, até haver nova direcção, não poderá haver nenhuma escolha definitiva de treinador a médio-longo prazo.
Mas se optam por deixar afundar o Sporting até ao final da época, até um lugar na Europa ameaça fugir.

Porque - não tapemos o sol com a peneira - a Taça da Liga é já a única competição que o Sporting pode, de facto, ganhar. Mas não vai ganhar. Porque tem de ir à Luz. Porque o Benfica é a melhor equipa a praticar futebol em Portugal, nesta fase. E porque o Sporting está emocionalmente de rastos, depois da sucessão de desgraças que tem causado a si mesmo. Paulo Sérgio desculpa-se com a má sorte, mas a sorte não é feita de acasos. Somos nós que as construímos. Se é um azar a bola ir ao poste é porque não treinámos o suficiente para a fazer entrar.

Neste momento, os adeptos do Sporting devem tentar passar o resto da temporada a apreciar o bom futebol que se joga, tanto em Portugal como fora de portas, e esquecer o clubismo por uns meses, até que alguém leve o clube pelo caminho certo.

Máquina do Tempo: O primeiro “peso-pesado” do futebol mundial

O “gordo vai à baliza” é uma expressão popularizada por todos nós – os que gostamos de bola – nas jogatanas de rua, ou do recreio da escola, alusivas à nossa infância sempre que aparecia um menino gordinho com pouco jeito para acariciar a bola। Vai dai o petiz era imediatamente mandado para debaixo dos postes para não atrapalhar os mais habilidosos na condução do esférico.
Porém, nem só de “coxos” com peso a mais reza a história, já que um dos primeiros grandes nomes das balizas de âmbito mundial era um cavalheiro extremamente volumoso com quase dois metros de altura!

O seu nome roça a lenda, pois na verdade ele foi “rei” numa época em que o belo jogo dava ainda os primeiros passos e como tal existe um pequeno leque de dados concretos acerca dos seus notáveis e muito particulares feitos। Daí ter usado a expressão lenda, pois muitas das histórias que hoje circulam a seu respeito “cheiram” a pura... lenda

A Máquina do Tempo viaja hoje até ao século XIX para conhecer William Foulke, um tempestuoso cidadão inglês nascido em 1874. Foi um exímio praticante de críquete e de futebol, tendo atingido o estatuto de lenda ao serviço desta última modalidade. Os primeiros pontapés oficiais foram dados com as cores do Sheffield United, emblema que representou entre 1894 e 1905. Aqui a lenda conheceu alguns dos seus capítulos mais empolgantes do alto do seu 1,93m e dos seus intimidadores 165kg!!!

Seguindo o rasto da lenda conta-se que numa ocasião “Fatty” (gorducho, a alcunha que o eternizou) terá derrubado uma baliza depois de ter chocado contra os postes desta (!)... ou das várias ocasiões em que a irritação o levava a pegar nos adversários com uma mão e a atirá-los para o fundo das redes (!)... ou ainda do primeiro jogo da final da Taça de Inglaterra de 1902 em que ele perseguiu em tons ameaçadores pelos corredores do estádio o pobre do árbitro do encontro só porque este validou um suposto golo irregular à equipa adversária!

Terminada a ligação ao United – com quem venceu uma Taça de Inglaterra e uma liga nacional – a pesada lenda rumou a Londres na temporada de 1905/06 para defender as cores do Chelsea. Em Stamford Bridge esteve somente uma temporada, mas o suficiente para se tornar num ícone imortal do clube, e tanto assim é que hoje em dia quem entra pela porta principal do mítico recinto londrino depara-se com a fotografia de “Fatty” Foulke em primeiro plano no hall de entrada ao lado da de outro imortal – assim o será, por certo – das balizas... Petr Cech.

O seu derradeiro paradeiro futebolístico foi o Bradford City na época de 1906/07. Nove anos mais tarde após o seu retiro dos campos de futebol... ou de batalha no seu caso, “Fatty” deixaria o Mundo dos vivos em consequência de uma cirrose, já que a bebida (em excesso) era para além do futebol e do críquete outra das suas paixões. Tinha somente 42 anos quando Inglaterra chorou no dia 1 de Maio de 1916 a sua morte. Uma morte meramente física, pois a lenda de “Fatty” Foulke continua bem viva nas novas gerações de adeptos do belo jogo.

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Jorge Mendes representa Maradona

Diego Maradona, atualmente desempregado, vai passar a ser representado pelo agente Jorge Mendes, líder da agência desportiva Gestifute. O empresário português passa a contar com mais uma lenda do futebol mundial nas suas fileiras, onde constam José Mourinho e Cristiano Ronaldo.

Argentino sucede a... argentino no comando da selecção do Chile

O argentino Claudio Borghi é o escolhido para suceder ao também argentino Marcelo Bielsa no cargo de seleccionador nacional do Chile. Após alguns dias de negociações Borghi e a Associação Nacional de Futebol Profissional do Chile colocaram hoje o “preto no branco”, sendo que o contrato rubricado é válido até ao final das eliminatórias do Campeonato do Mundo de 2014 – o qual se irá realizar no Brasil – , podendo ser prolongado por mais um ano caso os chilenos “carimbem o passaporte” para a fase final do certame.

Mourinho recomendou Falcao ao Inter

O goleado do FC Porto, Radamel Falcao, pode reforçar o plantel do Inter de Milão na próxima época. Segundo o site italiano 'Calciomercato', o ponta-de-lança colombiano terá sido recomendado por José Mourinho, ex-treinador dos 'nerazzurri'. De acordo com a mesma fonte, os italianos farão uma proposta de 20 milhões de euros pelo passe de Falcao.

Bosingwa interessa à Juventus

José Bosingwa é uma das prioridades da Juventus para a próxima temporada. De acordo com a imprensa britânica, a 'vecchia signora' está na disposição de despender cerca de 12 milhões pelo internacional português. O lateral-direito termina contrato com os 'blues' em Junho de 2012, pelo que um cenário de venda no final da época não será colocado de parte.

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Dortmund volta às vitórias, Estugarda perde novamente

O Borussia Dortmund regressou às vitórias ao bater o St. Pauli em casa por 2-0 através de golos de Lucas Barrios e de Ralph Gunesch (na própria baliza). O líder mantém assim a preciosa vantagem de 10 pontos sobre o Bayer Leverkusen que recebeu e venceu o Estugarda, adversário do Benfica na Liga Europa, por 4-2 num jogo verdadeiramente empolgante.

Diante do 2º classificado, o Estugarda bateu-se muito bem e por duas vezes conseguiu recuperar de uma situação de desvantagem. No entanto, com 2-2 no marcador e após falhar no capítulo da finalização, a equipa de Bruno Labbadia acabou por conceder mais 2 golos nos últimos 10 minutos do encontro.

O Bayern de Munique foi ao terreno do 5º classificado Mainz conquistar uma importante vitória por 1-3 que lhes permite pelo menos manter a distância de 3 pontos para o 2º lugar, aquele que já dá acesso automático à Champions League.

Destaque também para a vitória do Borussia Monchengladbach diante do Schalke, que lhes dá mais alento na luta pela manutenção. O «lanterna vermelha» iguala agora o Estugarda na classificação e encurta a distância para o Kaiserslautern para apenas 4 pontos.

Resultados:

Nuremberga 3-0 Eintracht Frankfurt
Borussia Dortmund 2-0 St. Pauli
Hamburgo 4-0 Werder Bremen
Hoffenheim 1-1 Colónia
Friburgo 2-1 Wolfsburgo
Hannover 96 3-0 Kaiserslautern
Mainz 1-3 Bayern Munique
Bayer Leverkusen 4-2 Estugarda
Borussia Monchengladbach 2-1 Schalke 04

Classificação

Borussia Dortmund 55 pts.
Bayer Leverkusen 45 pts.
Bayern Munique 42 pts.
Hannover 96 41 pts.
Mainz 37 pts.
Friburgo 37 pts.
Hamburgo 36 pts.
Nuremberga 35 pts.
Hoffenheim 33 pts.
Schalke 04 29 pts.
St Pauli 28 pts.
Eintracht Frankfurt 27 pts.
Colónia 26 pts.
Werder Bremen 24 pts.
Wolfsburgo 23 pts.
Kaiserslautern 23 pts.
Estugarda 19 pts.
Borussia Moenchengladbach 19 pts.


Liga Europa: FC Porto apurado para os oitavos de final

» 'Dragões' souberam sofrer
O FC Porto carimbou o passaporte para os oitavos de final da Liga Europa, eliminando os espanhóis do Sevilha. No estádio do Dragão, os pupilos de André Villas Boas perderam (0-1), mas fez-se valer o triunfo alcançado em Sevilha (1-2), na semana passada.

Na primeira parte, os «dragões» tiveram o seu ponto alto aos 32 minutos, quando Falcao - de regresso à titularidade - cabeceou à trave. Belluschi, Álvaro Pereira e João Moutinho também tiveram boas chances para faturar, mas o guardião Javi Varas rubricou uma excelente intervenção, negando uma mão cheia de golos ao FC Porto.

O minuto 71 acabou por ser de pesadelo para os portistas: Hulk, isolado, não conseguiu inaugurar o ativo e, poucos segundos depois, Luís Fabiano fugiu à defesa azul e branca e fuzilou Hélton. No minuto seguinte, a missão dos «dragões» ficou seriamente comprometida, isto porque Álvaro Pereira - também ele de regresso ao onze inicial - recebeu ordem de expulsão.

Contudo, poucos minutos depois, Alexis também foi expulso, desta feita por duplo-amarelo, e devolveu a igualdade numérica de jogadores à partida. A partir daí, só deu FC Porto. Guarín, que havia entrado para reforçar o meio-campo, esteve endiabrado, ora a cortar jogadas, ora a assistir companheiros, ora a tentar o golo. Hulk ainda teve várias ocasiões para empatar o jogo, mas Javi Vagas mostrou-se intransponível.

Nos oitavos de final da prova, o FC Porto vai defrontar os russos do CSKA Moscovo, que eliminaram o PAOK de Vieirinha. A primeira mão joga-se na Rússia a 10 de Março.

Atlético de Madrid quer juntar Salvio e Hulk

O Atlético de Madrid pretende juntar o benfiquista Salvio ao portista Hulk na próxima temporada. É praticamente um dado adquirido que o extremo argentino irá regressar ao Vicente Calderón, depois do proveitoso empréstimo aos 'encarnados'. Quanto à estrela do FC Porto, o 'As' adianta que o avançado brasileiro é um dos preferidos para render Forlán ou Aguero, que poderão sair dos 'colchoneros' no final da época.

Portugal vs Noruega a 4 de Junho na Luz

O importante encontro entre Portugal e Noruega vai ter lugar no Estádio da Luz no dia 4 de Junho, às 21 horas, informou esta manhã a FPF. A Selecção das Quinas está obrigada a ganhar aos nórdicos (que lideram o grupo H, com três vitórias em três jogos), para continuar a sonhar com o apuramento para o Europeu 2012.

Milan equaciona Lass Diarra para refrescar o seu meio-campo

A imprensa italiana faz hoje eco de que os actuais lideres da Série A, o Milan, estão interessados em reforçar o seu sector intermédio com Lass Diarra.
Pouco utilizado por José Mourinho no Real Madrid o francês é visto em Milão como uma lufada de ar fresco para um meio-campo “rossoneri” que apresenta evidentes sinais de desgaste em consequência da avançada idade da maioria dos seus elementos.

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

Liga dos Campeões: Real Madrid empata em Lyon, Chelsea vence em Copenhaga

Miralem Pjanic Cristiano Ronaldo of Real Madrid is tackled by Miralem Pjanic of Lyon during the UEFA Champions League round of 16 first leg match between Lyon and Real Madrid, at Stade de Gerland on February 16, 2010 in Lyon, France.
» CR7 fez assistência para golo
Na terceira noite da primeira mão dos oitavos de final da Liga dos Campeões, o Real Madrid empatou no terreno do Lyon a um golo. Karim Benzema, que tinha começado no banco, entrou em jogo para inaugurar o marcador (65'), num golo que não teve direito a festejos, isto porque o avançado francês foi formado no Lyon. A equipa francesa procurou chegar ao empate e acabou por consegui-lo, já aos 83 minutos, na sequência de um livre direto. Cristiano Ronaldo e Ricardo Carvalho cumpriram os 90 minutos.

No outro jogo hoje realizado, o Chelsea foi a Copenhaga vencer por 0-2. Anelka foi a figura do jogo, ao apontar os dois golos dos blues (17' e 54').

O Ninho da Águia: E vão 15!

E vão 15 vitórias consecutivas desde a recepção aos alemães do Shalke 04!

Só de pensar que a saida do "JJ" chegou a estar equacionada...
Só de pensar que a qualidade de jogadores como Nico Gaitan, Franco Jara, Eduardo Salvio e Roberto chegou a estar em causa...

Agora, com tudo normalizado, eu quero acreditar que até ao dia 15 de Maio o Benfica vai recuperar pelo menos 6 pontos ao Porto, e tudo se decidirá no estádio da Luz e no estádio dos Barreiros, com Leiria e Marítimo no papel de actores secundários!...

Nem que seja porque se assim não for, será sinal que o Porto terá uma das melhores épocas de sempre realizadas por um clube Português no nosso campeonato, e muito sinceramente, não tem equipa que o justifique...

O que nos vai entreter durante as próximas semanas de 2011:

Olhanense - Porto
Porto - Guimarães
Leiria - Porto
Porto - Académica
Benfica - Porto
Portimonense - Porto
Porto - Sporting
Setúbal - Porto
Porto - Paços de Ferreira
Maritimo - Porto

Benfica - Marítimo
Braga - Benfica
Benfica - Portimonense
Paços de Ferreira - Benfica
Benfica - Porto
Naval - Benfica
Benfica - Beira Mar
Olhanense - Benfica
Rio Ave - Benfica
Benfica - Leiria

E já agora, que o futebol Português volte a estar representado numa final europeia, como seria bonito colocarmos Dublin a falar Português no dia 18 de Maio!

Ulisses Morais é novo treinador da Académica

Está escolhido o treinador que substituirá José Guilherme no comando técnico da Académica. Ulisses Morais vai ser apresentado esta tarde em Coimbra como novo timoneiro da Briosa, o terceiro da época. Carlos Carvalhal, Paulo Sousa, Augusto Inácio e Van der Gaag eram alguns dos nomes em cima da mesa, mas José Eduardo Simões, presidente da Académica, acabou por optar pelo ex-treinador do Marítimo, Paços de Ferreira e Naval.

Gabi Milito nos planos do Aston Villa

Pouco utilizado no Barcelona Gabi Milito é hoje apontado na imprensa inglesa como um dos alvos desejados do Aston Villa para a próxima temporada.
Uma eventual transferência que a ser levada por diante seria a “custo zero” já que o defesa internacional argentino de 30 anos termina a sua ligação ao emblema catalão precisamente no final desta época.

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Benfica bate Sporting em Alvalade (0-2)

Sporting x Benfica (Foto: ANTÓNIO COTRIM/LUSA)
Foto: Lusa
O Benfica venceu, esta noite, o Sporting por 0-2, no jogo que encerrou o segundo terço da Liga ZON Sagres. Salvio abriu o marcador aos 15 minutos de jogo, aproveitando uma bola desviada por Torsiglieri e a lentidão de Grimi na abordagem ao lance. A fechar a primeira parte, Sidnei recebeu ordem de expulsão por parte de Artur Soares Dias e deixou os «encarnados» a jogarem com 10 jogadores durante toda a segunda parte.

O Sporting teve o golo do empate nos pés de Matías Fernández, aos 53 minutos, mas Roberto travou com brilhantismo a jogada e o remate do chileno. A equipa leonina, mesmo em superioridade numérica, não conseguiu construir jogo e viu Gaitán matar o jogo aos 63 minutos, num remate onde a bola bateu em Polga e alojou-se no fundo das redes de Rui Patrício.

Com esta vitória, o Benfica passa a somar 48 pontos, ainda a oito do líder FC Porto. O Sporting continua a protagonizar uma das suas piores temporadas de sempre a nível pontual, somando apenas 33 pontos em 20 jornadas. Quem terá ficado agradado com o resultado do «derby» é o Vitória de Guimarães, que está agora apenas a um ponto dos «leões».

Vincenzo Montella é o novo treinador da Roma

Vincenzo Montella é o novo timoneiro da Roma, depois da demissão de Cláudio Ranieri. O antigo avançado jogou dez épocas nos 'giallorossi', tendo actuado ao lado de Francesco Totti no último 'scudetto' conquistado pela Roma, em 2001. Aos 36 anos, Montella deixa os escalões de formação do clube para assumir as rédeas da equipa principal, que somou ontem a quarta derrota consecutiva, diante do Génova.

Claudio Ranieri deixa comando da Roma

Na sequência da – prolongada – onda de maus resultados averbados nos últimos tempos Claudio Ranieri decidiu apresentar o seu pedido de demissão do cargo de treinador da AS Roma. Uma decisão tomada – e confiramada já hoje pelos responsáveis do emblema transalpino – na sequência da derrota caseira de ontem ante o Génova dos portugueses Eduardo e Miguel Veloso, por 3-4, uma partida onde os romanos até estiveram a vencer por... 3-0! Uma derrota que ajudou a cavar ainda mais o fosso que separa o clube da capital italiana dos lugares cimeiros da Série A, uma vez que são agora 16 os pontos que separam romanos (8º classificados) do líder Milan.

Mantorras não joga mais

É triste mas é verdade. Mantorras, um dos jogadores mais acarinhados pelos adeptos do Benfica, não vai jogar mais futebol. Curiosamente, quem o anunciou não foi o atleta, mas sim Luís Filipe Vieira, presidente do clube encarnado, que garantiu que Mantorras “não deixará o clube”.

O líder do clube da Luz diz que “chegou o tempo de parar de lutar contra o sofrimento” e valorizou o jogador, referindo que “o Pedro é um exemplo de entrega, sacrifício e superação” e que “sempre superou as dificuldades por que passou”.

Pedro Mantorras está no Benfica desde 2001/2002, época na qual teve uma óptima prestação, com 13 golos em 30 jogos. A partir daí, as lesões afectaram profundamente o jogador, afastando-o por longos períodos dos relvados.

Quatro espanhóis a um Hulk só

Apesar da prestação menos boa que tem tido nos jogos do FC Porto, o assédio a Hulk não pára de ser noticiado. Desta vez são quatro clubes espanhóis que têm o jogador portista na sua agenda: Atlético de Madrid, Sevilha, Villarreal e Valência.

De acordo com O Jogo, o portentoso brasileiro continua assim a chamar a atenção dos principais clubes europeus e a ser alvo de desejo dos melhores treinadores do Velho Continente. A acrescentar aos espanhóis, há também referências ao interesse do Inter de Milão em Hulk.

O jogador orientado por André Villas-Boas tem feito uma época brilhante, não obstante as últimas exibições menos conseguidas, tendo marcado 27 golos e sendo determinante na maioria das vitórias do FC Porto.

Lille marca passo em Montpellier

Um tento solitário do marroquino Belhanda – aos 85 minutos – fez derrubar o comandante Lille no reduto do Montpellier em jogo a contar para a 24ª jornada da Liga Francesa. Com este desaire os comandados de Rudi Garcia vêem agora ameaçada a sua liderança, já que o seu mais directo perseguidor, o Rennes, foi ao terreno do Toulouse do português Paulo Machado (jogou a titular) arrancar um precioso triunfo por 2-1 e desta forma encurtar para dois pontos a distância que o separa do 1º lugar.
O tento que deu os três pontos ao Rennes surgiu na recta final do encontro (minuto 88) altura em que o colombiano Montaño (na imagem) converteu uma grande penalidade.

Nesta 24ª ronda é de sublinhar também o regresso aos triunfos do Paris SG, que depois de dois deslizes consecutivos foi ao sul de França tirar a barriga de misérias graças a uma vitória robusta sobre o Nice por 3-0.

Destaque ainda para a goleada imposta pelo Lorient ao Bordéus. 5-1 foi o score de uma partida onde o luso-francês Kevin Gameiro foi o herói ao apontar três golos.
E por falar em jogadores de ascendência lusitana é de dizer também que o Sochaux de Rafael Dias foi uma das três equipas que nesta jornada festejou a conquista dos três pontos fora de portas, neste caso concreto no recinto do Lens por 3-2. Uma vitória à qual o jogador português assistiu da bancada…

Resultados:

Lyon – Nancy: 4 - 0
Marselha - Saint-Etienne: 2 - 1
Auxerre - Arles-Avignon: 1 - 1
Brest – Mónaco: 2 - 0
Caen – Valenciennes: 2 – 2
Lens – Sochaux: 2 - 3
Lorient – Bordéus: 5 - 1
Nice – Paris SG: 0 – 3
Montpellier – Lille: 1-0
Toulouse – Rennes: 1-2

Classificação:

1. Lille 45 pts.
2. Rennes 43 pts.
3. Marseille 42 pts.
4. Lyon 41 pts.
5. Paris SG 41 pts.
6. Montpellier 37 pts.
7. Saint-Etienne 35 pts.
8. Lorient 34 pts.
9. Brest 34 pts.
10. Toulouse 33 pts.
11. Sochaux 31 pts.
12. Bordeaux 31 pts.
13. Valenciennes 30 pts.
14. Caen 28 pts.
15. Nancy 28 pts.
16. Auxerre 26 pts.
17. Nice 26 pts.
18. Monaco 24 pts.
19. Lens 24 pts.
20. Arles-Avignon 10 pts.

domingo, 20 de fevereiro de 2011

Top 10: Piores transferências

(Pequena nota relativa a esta lista: existem muitas transferências que poderiam ser consideradas verdadeiros fracassos. No entanto, aqui iremos focar-nos nas transferências - sejam elas aquisições ou vendas - que à partida nem deveriam ter sido realizadas. Por exemplo, é um dado adquirido que Shevchenko foi um fracasso no Chelsea, embora na altura em que o Chelsea comprou o ucraniano, este fosse considerado um dos melhores avançados a actuar na Europa e, portanto, a decisão de o comprar tenha feito algum sentido. O que se procurou aqui foi encontrar maus actos de gestão por parte de clubes..
. )

10. Diego (Werder Bremen > Juventus)
Ainda antes de se transferir para o Futebol Clube do Porto, Diego era apontado como um dos mais promissores jogadores brasileiros. A sua passagem pelo Estádio do Dragão foi tudo menos espectacular, mas ao serviço do Werder Bremen Diego redimiu-se e voltou a apresentar-se como um dos médios criativos a ter em conta.
Muitos esperavam que Diego se afirmasse de vez com as cores da vecchia signora e justificasse os 24,5 milhões de euros pagos pela transferência, mas a verdade é que o brasileiro foi uma enorme desilusão e teve de voltar, sem glória, ao futebol alemão.

9. Dmytro Chygrynsky (Shakhtar Donetsk > Barcelona)
Guardiola um dia justificou o forte interesse no relativamente desconhecido central ucraniano Chygrynsky ao afirmar que pretendia na sua equipa um central que soubesse jogar com os pés. Vai daí e em Agosto de 2009 foi buscar o central do Shakhtar por 25 milhões de euros. Uma época mais tarde e Chygrynsky seria devolvido à equipa de Donetsk. Certo é que o Barça não se importou com os 10 milhões de prejuízo…

8. Robbie Keane (Coventry > Inter)
Uma das muitas extravagâncias do presidente do Inter, Massimo Moratti. Marcello Lippi, treinador dos nerazzurri em 2000, acreditava que Robbie Keane era um dos melhores jovens jogadores da altura e convenceu o presidente a despender 20 milhões de euros pelo então avançado do modesto Coventry City. No entanto, Lippi seria despedido não muito tempo depois e o seu sucessor, Marco Tardelli, não tinha Keane em tão boa conta. O irlandês seria emprestado ao Leeds durante o mercado de Inverno e nunca mais voltaria a Itália…

7. El Hadji Diouf (Lens > Liverpool)
Gerrárd Houllier esperava ter encontrado uma pérola para o Liverpool quando desembolsou cerca de 15 milhões de euros pelo avançado senegalês por alturas do Mundial 2002. A verdade é que Diouf nunca provou ser um jogador para uma equipa do calibre do Liverpool e sairia para o Bolton Wanderers 2 anos mais tarde e com um registo de apenas 3 golos na liga inglesa ao serviço dos Reds.

6. Pierre van Hooijdonk (Benfica > Feyenoord)
Só um clube tão especial quanto o Benfica é que iria investir 6,8 milhões num avançado de 30 anos para o vender por menos de um quarto desse valor após uma época em que supostamente deveria ter valorizado. Na pior época de sempre dos encarnados (acabaram em 6º lugar!), Van Hooijdonk foi um dos poucos pontos positivos da equipa, revelando ser um jogador acima da média e tendo terminado a temporada com 19 golos. O péssimo acto de gestão do clube da Luz ajudou no entanto o jogador, que viria a conquistar a taça UEFA pelo Feyenoord na época seguinte.

5. Denílson (São Paulo > Bétis)
O clube de Sevilha surpreendeu meio mundo ao bater o recorde mundial de transferências ao pagar 32 milhões pela estrela do São Paulo após esta brilhar na Copa América 1997. A verdade é que Denilson, com excepção de alguns flashes do seu inegável talento, não produziu um décimo daquilo que era esperado dele e sairia em 2005 para o Bordéus. Sem dúvida, uma das maiores desilusões do mundo de futebol...

4. Fabio Cannavaro – Fabián Carini (Inter – Juventus)
Após mais de 250 jogos ao serviço do Parma, Cannavaro mudou-se para o Inter em 2002 a troco de 23 milhões de euros. No entanto, na sua segunda época ao serviço dos nerazzurri, o internacional italiano não foi tão produtivo devido a lesões o que levou os responsáveis do clube a equacionar a venda do jogador. E no Verão de 2004, Cannavaro mudar-se-ia para a Juventus numa troca com o uruguaio Carini, um guarda-redes que nunca foi mais do que uma eterna promessa. O resto já é conhecido: Cannavaro iria conquistar o Scudetto em 2005 e 2006, tendo sido considerado também o melhor jogador FIFA nesse último ano. Já Carini praticamente não jogou pelo Inter...

3. Claude Makélélé (Real > Chelsea)
Quando Makélélé, patinho feio dos Galácticos, decidiu pedir um aumento, os dirigentes do Real Madrid deram-lhe uma nega. O internacional francês pediu então para ser transferido ao que Florentino Pérez prontamente acedeu, afirmando posteriormente que o clube não iria sentir a sua falta e que o jogador não possuía técnica ou velocidade suficientes para passar pelos adversários. Zidane resumiu da melhor maneira os problemas do Real Madrid após a sua saída: “Para quê colocar outra camada de ouro no Bentley, quando o motor está a falhar?”
Perdeu o Real, ganhou o Chelsea e de que maneira dado que Makélélé seria preponderante no Chelsea de Mourinho.

2. Clarence Seedorf – Francesco Coco ( Inter – AC Milão )
Outra troca de jogadores que envolve o Inter de Milão, outra troca de jogadores em que a equipa de Moratti sai a perder. Com apenas 23 anos, Seedorf tinha ganho 2 Ligas dos Campeõe pelo Ajax e Real Madrid e a sua qualidade fez com que o Inter desembolsasse 23 milhões de euros pelos seus serviços. Francesco Coco, hoje já retirado, era na altura um defesa esquerdo promissor do Milão que chegou a estar emprestado ao Barcelona. Por algum motivo, Moratti decidiu que fazia sentido trocar Seedorf por Coco. Não é difícil descobrir quem é que ficou a ganhar pois não?

1. Cambiasso (Real Madrid > Inter)
Um dos maiores erros do Real Madrid. Cambiasso nunca foi um dos ‘Galácticos’ ou alguém que vendesse muitas camisolas, mas tal como Makélélé era a bateria que fazia um relógio de ouro funcionar. No entanto, o médio que curiosamente foi adquirido pelos merengues em 1996 quando tinha apenas 16 anos, nunca foi devidamente apreciado e viu o seu contrato com os merengues expirar em 2004. Se por Makélélé, o Real Madrid ainda pode alegar uma oferta de 25 milhões de euros, a verdade é que deixar escapar a custo zero alguém que viria a ser reconhecido como um dos melhores na sua posição - tendo inclusive ganho com Mourinho a Liga dos Campeões em 2009/2010 – foi erro crasso de estão por parte do Real Madrid.

Liga Zon Sagres: P. Ferreira vence em Braga, Académica perde em casa


P. Ferreira vence em Braga e já é quinto

O Paços de Ferreira repetiu a vitória da Taça da Liga e ganhou, este domingo, em Braga (2-1), na 20.ª jornada da Liga de futebol, saltando para a quinta posição e ultrapassando os bracarenses na tabela classificativa.
Um mês depois de terem vencido por 3-2, os pacenses repetiram a façanha, desta com dois golos madrugadores, de Manuel José, de grande penalidade (11 minutos), e Sílvio, na própria baliza (18). Ukra ainda reduziu (35 minutos) para os bracarenses, que voltaram a ser incapazes de se superiorizarem à bem montada equipa do Paços de Ferreira.

Vitória de Setúbal e Naval 1º de Maio repartem pontos

O Vitória de Setúbal e a Naval 1.º de Maio empataram hoje 1-1, num encontro, da 20.ª jornada da Liga de futebol, em que a equipa de Figueira da Foz foi penalizada pela falta de eficácia ofensiva.
Os sadinos marcaram primeiro por Neca, mas Fábio Júnior logrou o empate para a equipa de Carlos Mozer.

Rio Ave vence Académica e José Guilherme sai

Um golo de Bruno Gama, de grande penalidade, já no período de descontos, deu a vitória ao Rio Ave frente à Académica (1-0), em encontro da 20.ª jornada da Liga portuguesa de futebol, disputado em Coimbra.
O “onze” de Carlos Brito somou o seu segundo fora, após o 1-0 com a Naval (12.ª jornada), enquanto a Académica está, novamente, sem treinador, já que José Guilherme, muito contestado, anunciou a demissão no final do encontro.

  
Marítimo vence Beira-Mar por 1-0

Um golo do senegalês Baba, marcado aos 79 minutos, permitiu, este domingo, ao Marítimo vencer em casa o Beira-Mar, reduzido a 10 desde os 32 minutos, em encontro da 20.ª jornada da Liga portuguesa de futebol.
Com este triunfo, a equipa madeirense interrompeu um ciclo de três jogos marcados por derrotas e ascendeu ao 11.º lugar da tabela classificativa, com 22 pontos, contra 25 do Beira-Mar, que quebrou um período de cinco meses sem perder fora.

sábado, 19 de fevereiro de 2011

Derbi algarvio dá empate

Portimonense e Olhanense dividiram esta noite os pontos no terceiro encontro da 20ª jornada da Liga Zon Sagres. Os homens de Portimão chegaram à vantagem aos 31 minutos por intermédio de Lito. Pouco depois, o árbitro Hugo Miguel esteve mal ao anular um golo limpo a Kadi, que daria o empate. Na etapa complementar, Djalmir fez o 1-1, à passagem do minuto 86, através de um penalti (inexistente).

Nilson dá os 3 pontos ao Guimarães

No embate entre 4º e 5º classificados, o Vitória de Guimarães conquistou uma importante vitória em Leiria. João Alves fez o único tento da partida, através de um grande golo aos 30 minutos de jogo. O guardião vimaranense, Nilson, esteve em grande plano, ao evitar por diversas ocasiões o empate aos homens do Liz.

Campeonato Nacional de Juniores - Fase final: FC Porto entra a golear e Sporting ganha no Seixal


A fase final do Campeonato Nacional de juniores arrancou hoje e como prato forte 'serviu-se' um Benfica-Sporting, com a vitória a sorrir aos leões, por duas bolas a zero, começando assim da melhor forma a defesa do título de campeão. O Benfica entrou melhor, mas logo aos 13 minutos de jogo João Mário apontou o primeiro golo do jogo. O Benfica assumiu o jogo, mas sem conseguir criar situações de perigo, a mais flagrante a ter lugar no segundo tempo, por parte de Ivan Cavaleiro, mas o jogador atirou à figura do guardião do Sporting, até que aos 64' de jogo, Alberto coelho selou o triunfo leonino no Caixa Futebol Campus.

O FC Porto recebeu e 'despachou' a U. Leiria por cinco bolas a zero. Demonstrando um excelente caudal ofensivo, a equipa de Rui Gomes cedo chegou à vantagem, aos cinco minutos, por intermédio de Rafael na sequência de um canto. Aos 23 minutos Flávio aumentou a vantagem dos dragões numa boa jogada de ataque, bem isolado por Christian. Quatro minutos depois o mesmo Flávio apontou o terceiro golo da partida, o seu segundo, depois de assistido por David. Ainda antes do intervalo, Rafael também bisou e o FC Porto foi para intervalo com o jogo resolvido. Na segunda metade, num ritmo de gestão da partida, os dragões ainda iriam marcar mais um golo, através de Filipe aos 69' fixando o resultado final e colocando os portistas na frente da classificação.

Nas restantes partidas, o Vit. Guimarães deslocou-se a Gondomar onde venceu por 1-3 e o Sp. Braga foi à Figueira da Foz derrotar a Naval 1º Maio por três bolas a zero.
Na Fase Manutenção, destaque para a vitória do Marítimo sobre o Estrela da Amadora por 3-1, relegando praticamente os amadorenses para a 2ª Divisão, visto que a equipa apenas soma um ponto e uma vez que descem dois clubes de cada uma das quatro séries desta segunda fase, só um milagre poderá salvar a equipa, pois a diferença pontual para o Real e Nacional é de 14 pontos numa fase onde a totalidade dos pontos em disputa é de 18.

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Máquina do Tempo: O primeiro “braço de ferro” entre Porto e Lisboa

Muito antes de FC Porto, Benfica e Sporting darem asas à intensa rivalidade existente entre as cidades do Porto e de Lisboa já as duas maiores urbes do país esgrimiam entre si argumentos num campo de futebol.

A primeira “batalha” remonta ao século XIX, mais concretamente a 2 de Março de 1894 e resultou de um convite que o portuense António Nicolau de Almeida fez ao lisboeta Guilherme Pinto Basto. Dois nomes a quem o futebol português muito deve... o primeiro fundou em 1893 o Football Club do Porto enquanto que o segundo trouxe de Inglaterra (país onde estudava) para Portugal a primeira bola de futebol. Profundo entusiasta pelo jogo a Pinto Basto é mesmo atribuído o “título” de pai do futebol lusitano.

Naquele que é considerado como o primeiro grande momento que o belo jogo viveu em Portugal estiveram frente a frente no Campo do Inglês (zona do Campo Alegre), na cidade Invicta, os combinados de Lisboa e do Porto। Os lisboetas apresentaram-se com uma equipa na sua maioria composta por jogadores do Club Lisbonense de Guilherme Pinto Basto; entre os quais se destacava ele próprio; juntando-se a estes alguns atletas do Carcavelos Club e do Braço da Prata.

Já os portuenses alinharam quase na sua totalidade com os craques do recém-fundado Football Club do Porto reforçado com um ou outro elemento do Oporto Cricket Club, curiosamente os donos do recinto onde se iria desenrolar este célebre duelo.

E pela primeira vez na história o vencedor levava para casa um troféu, neste caso a Taça D. Carlos I, uma oferta do citado monarca que a pedido de Guilherme Pinto Basto patrocinou o “match”. Família real que, aliás, se encontrava no meio da assistência do encontro, sendo que um dos episódios curiosos do mesmo relata que os jogadores tiveram de fazer um esforço suplementar para jogar uma espécie de prolongamento pelo facto de Suas Majestades o Rei D. Carlos e a Rainha D. Amélia (os quais se faziam acompanhar pelos príncipes D. Luís Filipe e D. Manuel) terem chegado ao evento a meio da 2ª parte!

Como tal e para que os ilustres espectadores pudessem apreciar devidamente o espectáculo que ali se desenrolava foram jogados mais 10 minutos de uma contenda que seria ganha pela equipa de Lisboa, por 1-0, sendo que o autor do mítico golo é um completo desconhecido, uma vez que nas poucas crónicas então traçadas não existem registos do seu nome.

Na fotografia que ilustra este texto pode ser vista a equipa de Lisboa que venceu este histórico encontro, a qual posa com a bonita taça que se assumiu como uma das peças de maior valor histórico do futebol português.

Liedson volta a resolver...no Corinthians

O ex-avançado do Sporting, Liedson, voltou a ser decisivo ao serviço do Corinthians, ao marcar os dois golos com que o seu novo clube levou de vencido o Mogi Mirim (2-0).

O 'Timão' até fez uma exibição muito pobre, que chegou a ser alvo de assobiadelas por parte dos seus adeptos, mas já na recta final, o 'Levezinho' voltou a mostrar porque razão continua a deixar tantas saudades em Alvalade. Primeiro marcou aos 71 minutos, numa recarga oportuna, bem ao seu estilo, a um remate de Dentinho que o guardião do Mogi Mirim defendeu para a frente. E sensivelmente a 10 minutos do final, novo erro do guarda-redes adversário que tentou, imagine-se, fintar Liedson. O resultado não poderia ser outra coisa que não o roubo de bola por parte do ex-leão, que aproveitou assim para dilatar a vantagem e confirmar a vitória sofrida do Corinthians.
Apesar da má exibição, a verdade é que com esta vitória o 'Timão' mantém-se na luta pela liderança do campeoanto Paulista e Liedson contabiliza já 4 tentos.

Veja aqui os golos do 'Levezinho':

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Liga Europa: Confira os restantes resultados

» Golo de Quaresma não evita goleada
Quaresma marca mas é goleado (1-4)
A primeira mão dos dezasseis-avos da Liga Europa trouxe alguns resultados surpreendentes, um pouco por todo o continente. A derrota do Besiktas (1-4) frente ao Dinamo Kiev foi a grande surpresa da noite, uma vez que deixa a equipa turca praticamente eliminada. Vukojevic deu vantagem aos ucranianos, Quaresma ainda empatou o jogo, mas Shevchenco, Ayla e Gusev consumaram a goleada do Kiev. O extremo português acabou mesmo por ser expulso, já no último minuto. Hugo Almeida jogou os últimos 20 minutos do desafio. Ao Besiktas, resta vencer na Ucrânia, na segunda mão, por... 5-0

Raúl Meireles e Vieirinha empatam, «trio» do Zenit perde
O Liverpool, com Raúl Meireles a titular, não conseguiu o melhor dos resultados na deslocação a Praga, tendo empatado a zero. Já Bruno Alves, Fernando Meira e Danny perderam por 1-2 na Suiça, frente ao Young Boys, depois de terem estado em vantagem. Por sua vez, o PAOK de Vieirinha foi batido em casa pelo PAOK (0-1).

Ajax, Spartak Moscovo, Twente e Bayern Leverkusen com 'pé e meio' nos oitavos
A Holanda tem motivos para sorrir nesta jornada europeia, isto porque Ajax (0-3 ao Anderlecht) e Twente (0-2 ao Rubin Kazan) conseguiram boas vitórias fora de portas. Os representantes franceses, Lille (jogou em casa) e PSG (jogou na Bielorússia), conseguiram iguais resultados, empatando a dois golos com PSV e BATE, respectivamente.

Nos outros desafios realizados, o Spartak Moscovo conseguiu uma boa vantagem em Basileia, batendo vencido o Basel por 2-3, e o Bayern Leverkusen goleou o Metalist, na Ucrânia, por 0-4, naquele que foi o resultado mais folgado da noite. Em Itália, Nápoles e Villarreal empataram sem golos, igual resultado no Aris - Manchester City disputado na Grécia (realizado ontem).

A segunda mão dos dezasseis-avos de final da Liga Europa joga-se na próxima quinta-feira, dia 24. Note-se que Portugal, com quatro equipas, é o país com mais representantes nesta fase da prova.

FC Porto vence em Sevilha, Sporting empata em Glasgow

» Guarín resolveu em Sevilha
O FC Porto e o Sporting conseguiram, fora de portas, bons resultados na primeira mão dos dezasseis-avos de final da Liga Europa. Os «dragões» venceram em Sevilha por 2-1, enquanto o Sporting foi à Escócia arrancar um empate a um golo ao Glasgow Rangers.

No Ramón Sánchez Pizjuán, o FC Porto entrou bem no jogo e deixou a ideia clara de que era superior ao Sevilha. Contudo, à medidade que o tempo passava, a equipa espanhola foi crescendo no jogo e conseguiu mesmo ser superior aos «dragões» em alguns momentos do jogo, fruto da velocidade explosiva de Jesus Navas e dos habilidosos Luís Fabiano e Kanouté. Note-se ainda que Falcao, o melhor marcador da Liga Europa, ficou na bancada.

Numa altura em que o Sevilha era superior aos portistas, eis que surge o primeiro golo do FC Porto, apontado aos 58 minutos: James bateu um livre do lado esquerdo, Rolando (adiantado em relação ao último defesa) escapou aos centrais e desviou para o fundo da baliza de Palop. O Sevilha reagiu e acabou por chegar ao empate sete minutos depois, também após um lance de bola parada: Rakitic bateu o livre, Kanoute ganhou nas alturas e bateu Hélton - um golo também ele irregular, isto porque o «gigante» do Mali fez falta sobre Otamendi.

Numa altura onde o FC Porto já procurava segurar o empate, a equipa orientada por André Villas Boas vai mesmo conseguir chegar à vantagem. Aos 85 minutos, Rodriguez falhou o remate, os defesas do Sevilha paralisaram e o uruguaio ainda foi a tempo de disputar a bola com Palop, que acabou por sobrar para Guarín disparar para a vitória. Belo resultado dos líderes da Liga ZON Sagres, que continuam invictos na Europa e asseguram uma vantagem preciosa para a segunda mão.

Matías garante empate ao cair do pano
» Matías dá vantagem ao Sporting
Em Glasgow, o Sporting sentiu dificuldades perante o Rangers, mas a sorte acabou por sorrir à equipa orientada por Paulo Sérgio já em cima do minuto 90. O primeiro golo da partida surgiu aos 66 minutos, com Whittaker a fazer o golo escocês, de cabeça, após um pontapé de canto. Quando o Sporting já dava o tudo por tudo para chegar ao empate, eis que surgiu o tento leonino: João Pereira cruzou, Matías Fernandéz executou um bom cabeceamento e fez o empate, quando o relógio já se preparava para marcar o minuto 90.

O empate na Escócia dá ao Sporting uma ligeira vantagem para a segunda mão, a disputar-se em Alvalade. O empate a zero dará aos «leões» o apuramento para a fase seguinte, mas o empate por dois ou mais golos apura o Rangers. Caso uma das equipas vença, independentemente no número de golos marcados, segue para os oitavos de final.

Benfica bate Estugarda (2-1), Braga perde na Polónia (0-1)

Sortes diferentes para Sp. Braga e Benfica, nos respectivos encontros da primeira mão dos dezasseis-avos de final da Liga Europa. O Benfica recebeu e venceu o Estugarda por 2-1, enquanto o Sp. Braga perdeu na Polónia com o Lech Poznan por 1-0.

O Estugarda, penúltimo classificado na Bundesliga, gelou a Luz aos 21 minutos, fruto de um audaz «chapéu» de Harnik sob Roberto, um lance onde o avançado austríaco tirou proveito de uma desatenção de Sidnei. Foi preciso esperar pelo minuto 70 para os adeptos benfiquistas explodirem de alegria, graças a um pontapé à meia volta de Cardozo, que resultou no empate.

Contudo, o momento do jogo esteve reservado para os 80 minutos: ainda longe da baliza, Jara arrancou um remate forte, que desviou num defesa alemão, a foi à trave da baliza do Estugarda, bateu na linha de golo, e Óscar Cardozo, a centímetros da vitória não desperdiçou. A Luz ainda termeu aos 85 minutos, após a equipa alemã ter atirado ao poste da baliza de Roberto, mas a vitória não escapou.

O Sporting de Braga saiu da Polónia derrotado, tendo perdido por 1-0 com o Lech Poznan. Rudnevs, aos 72 minutos, marcou o único golo do jogo. O resultado obriga a equipa orientada por Domingos Paciência a ganhar em Braga por mais de dois golos.

Poderá conferir os restantes resultados da Liga Europa esta noite, na Revista Futebolista, entre os quais o do FC Porto em Sevilha e do Sporting na Escócia, ante o Glasgow Rangers.